Gastronomia orgânica X convencional: saiba aqui a diferença

Você conhece as principais diferenças entre a gastronomia orgânica e a gastronomia convencional? Veja abaixo na tabela:

Gastronomia Orgânica Gastronomia Convencional
Os alimentos são cultivados sem defensivos agrícolas. Os alimentos são cultivados com processos industriais e contêm defensivos agrícolas.
O sabor dos alimentos é preservado. Utilizar o forno de micro-ondas,  pode afetar os valores nutricionais e o sabor dos alimentos.
Naturais. Processados.
Os alimentos são preparados na hora de serem servidos. Muitos pratos já vêm praticamente prontos, ou congelados, o que pode interferir na qualidade do alimento servido e no paladar.

A gastronomia orgânica é uma tendência, e hoje os amantes da boa alimentação também contam até com um festival de gastronomia orgânica em São Paulo.

No site do IDEC, você encontra o mapa das feiras orgânicas no Brasil.

Hortas urbanas

Pode ser em uma praça, em um lote vazio ou até no alto de um edifício. Sim, esses espaços podem ser revitalizados com as hortas urbanas. Tendência mundial para a vida nas cidades, as hortas urbanas resgatam o espírito da coletividade e a busca por qualidade de vida e alimentação saudável. A Horta das Corujas é uma horta comunitária experimental que surgiu a partir de um grupo nas Redes Sociais e hoje o movimento está empenhado em ajudar as pessoas a cultivar alimentos em casa, facilitar a criação das hortas comunitárias e promover eventos para a troca de sementes e mudas.

A Horta das Corujas fica na Vila Beatriz, em São Paulo. É aberta ao público e possui regras de convivência para manter a harmonia e dar continuidade e orientações aos interessados na montagem de hortas pela cidade. Também é possível acompanhar o movimento pelo site, além de ficar por dentro dos locais onde você pode encontrar outras hortas espalhadas pela cidade e pelo mundo. Conheça e faça parte desse movimento!

Texto produzido por Vivian Blaso – Conversa Sustentável, exclusivamente para a Porto Seguro.