Como fazer o descarte de medicamentos sem poluir o ambiente?

Você pegou uma baita inflamação na garganta. O médico te receitou uma série de remédios: antibiótico, analgésico e xarope para tosse. Depois de utilizá-los pelo período determinado pelo especialista sobraram alguns comprimidos e meio frasco de xarope. Você esquece no fundo da gaveta de um armário e quando você repara eles estão vencidos.

Essa é uma situação comum, que acontece em todos os lugares. Medicamentos vencidos ou a vencer, latas de tinta, inseticida que não tem mais utilidade para você ficam guardados e depois são descartados com o lixo comum.

É bom saber que as embalagens dos medicamentos não são recicláveis por conter componentes químicos que podem causar danos. Por isso, depois de utilizado todo o xarope, faça o descarte apropriado para a embalagem. Nunca os reutilize. Já as caixas de papel e bula podem ser recicladas normalmente, como qualquer papel e papelão.

Você deve compreender que jogando os comprimidos e o xarope no lixo comum você poderá contaminar o solo, o lençol freático e até animais que, por ventura, tenham contato com o medicamento. O vidro de xarope é cortante e pode ferir os profissionais que coletam nosso lixo. Por isso, é muito importante termos em mente que somos responsáveis por aquilo que jogamos fora.

Mas como descartar seus medicamentos?

descarte de medicamentos

O primeiro passo é verificar a validade dos medicamentos.

Se o remédio estiver dentro do prazo de validade separe-o para doação. Existem centenas de lugares que recebem medicamento: hospitais, unidades de saúde e pronto atendimento; redes farmacêuticas; entidades especializadas e o próprio fabricante. Lembre-se de levar o medicamento na própria embalagem, com caixa e bula.

Dentre os projetos destinados à coleta de medicamentos, há o Banco de Remédio, no Rio Grande do Sul, que reúne, classifica e redistribui os remédios novos e em desuso para quem precisa comprar e, muitas vezes, não tem condições. Para isto, a pessoa precisa apresentar uma receita médica. O paciente pode receber remédios que custam até 5 mil reais por caixa.

Se os produtos estão vencidos, você pode procurar entidades que recebam e encaminhem o medicamento para o correto destino, como por exemplo, incineração. A Porto Seguro possui dois pontos de coleta em São Paulo, que recebem, além de medicamentos, exames de raios x.

As estações de coleta estão disponíveis nas unidades Portomed:
Tatuapé – Rua Tuiuti, 1.189 – São Paulo – SP
Santana – Rua Dr. Zuquim, 638 – São Paulo – SP
Seguindo esse passo a passo, você estará contribuindo para que o meio ambiente não sofra com contaminações e, no caso dos medicamentos não vencidos, possam ajudar pessoas que precisam do medicamento que você doou.

Residência Mais Segura

O Residência Mais Segura é um programa do Porto Seguro Residência, que tem como objetivo levar informação ao público, atuando na prevenção de acidentes domésticos, principalmente com crianças e idosos, e oferecendo dicas de sustentabilidade e de proteção ao imóvel.

Agora que você já conhece as vantagens, que tal fazer o cálculo do seguro para sua residência?

Faça uma cotação »