Como cultivar plantas dentro de casa?

Elas melhoram o ambiente, ajudam na decoração, trazem mais vida e colorido para o lar e podem até ajudar na saúde. Cultivar plantas dentro de casa tem uma série de benefícios. Contudo, é preciso saber escolher quais tipos são mais adequados para espaços internos, tanto pelo tipo de cuidado que exigem como para evitar qualquer risco às crianças e pets. Veja algumas dicas!

O mito do oxigênio à noite

Antes de tudo, é preciso esclarecer o mito de que manter plantas dentro de casa traz algum prejuízo à saúde, especialmente à noite. Essa percepção errada surgiu porque se sabe que, enquanto durante o dia elas usam o processo de fotossíntese para absorver dióxido de carbono e liberar oxigênio, à noite, na ausência de luz, o processo se inverte e elas passam a consumir oxigênio e liberar dióxido de carbono.

O erro está em achar que com esse processo as plantas estariam concorrendo por oxigênio com os ocupantes do ambiente durante a noite. Acontece que a quantidade que elas consomem é muito, muito pequena, e mesmo que fosse maior não faria diferença. Afinal, pessoas também consomem oxigênio durante o sono e o fato de um quarto abrigar uma ou, digamos, três pessoas não afeta em nada suas respirações.

Escolha o tipo certo de planta

small colorful succulent plants in pot with wooden background

Para ambientes internos deve-se optar por aquelas que precisam apenas de alguma luminosidade para se desenvolver, não sendo necessária a exposição direta à luz do sol. Existem diversas plantas com essa característica, de variadas formas e tamanhos.

A escolha deve levar em conta a decoração, o espaço que elas vão ocupar e, claro, a preferência de quem mora no local. Também há opções de acordo com o benefício que ela traz. Algumas atuam como purificadores de ar, outras ajudam a umidificar o ambiente e outras ainda liberam perfumes agradáveis.

Fácil de cuidar

Em geral, as plantas mais indicadas para interiores exigem pouco trabalho de manutenção. Muitas não precisam ser regadas todos os dias, algumas apenas uma ou duas vezes por semana. Certifique-se também de escolher o vaso mais adequado e o adubo certo para cada tipo.

Alergias e toxinas

Se há crianças, pets ou pessoas muito alérgicas na casa, é preciso ter certeza que a planta escolhida não representa riscos. Algumas podem ser venenosas para animais e crianças, ou liberar substâncias que causam alergias aos mais sensíveis. Consulte um especialista.

Sugestões

Purple and white orchids in modern kitchen

Aqui estão algumas sugestões que podem ser adequadas para sua casa:

  • Palmeira Chamaedórea – esse tipo atinge até dois metros de altura. Não deve ser exposta diretamente ao sol e sua terra tem de estar sempre úmida.
  • Marantas – sua estampa, que mistura verde, rosa e roxo, cai bem em diversos tipos de decoração.
  • Orquídeas – elas florescem até duas vezes por ano, devem ficar à sombra e exigem poucas regas.
  • Jiboia – pode ser cultivada de forma pendente ou dispor de um apoio para crescer como uma trepadeira.
  • Chifre-de-veado – deve ser cultivada em xaxim e precisa de pouca água, porém deve ser mantida em locais com bastante claridade.
  • Violetas africanas – dão flores o ano todo e precisam de um ambiente úmido e quente, com iluminação indireta.
  • Clorofito – esse é um tipo de planta que se desenvolve bem em ambientes com ar condicionado. Exige que seja regada com regularidade.
Agora que você já conhece as vantagens, que tal fazer o cálculo do seguro para sua residência?
Faça uma cotação »