Saiba como escolher o portão automático certo para sua casa

Item fundamental para a segurança da família, o portão de uma residência deve aliar também praticidade. Por isso, cresce cada vez mais a procura por portões automáticos. No entanto, a escolha desse tipo de comodidade exige atenção com alguns detalhes. Veja algumas dicas que vão ajudar na hora de decidir pela melhor opção para sua casa.

Espaço para instalação

A primeira coisa a ser levada em conta é o espaço para a instalação. Isso vai determinar qual o tipo de abertura mais adequado entre as diversas opções existentes.

Também é preciso considerar que, dependendo do modelo escolhido, será necessária a instalação de colunas com contrapesos nas laterais, reduzindo um pouco a largura da entrada. Assim, as medidas devem assegurar a passagem confortável de veículos e a circulação de pessoas.

Sistemas de abertura

São três os tipos mais comuns de abertura para portões automáticos: basculante, pivotante e deslizante. Eles se diferenciam no espaço que precisam para operar e na frequência da manutenção.

Basculante: abre para cima, ficando suspensos quando aberto. É preciso estar atento à altura dos veículos que vão passar por ele. Ideal para quem dispõe de pouco espaço, esta opção pede manutenção frequente para lubrificação dos componentes.

Pivotante: abre para dentro, geralmente em suas folhas, como se tivesse dobradiças. É um tipo que precisa de manutenção com grande frequência, especialmente quando o motor ficar exposto ao sol.

Deslizante: abre lateralmente correndo sobre um trilho. Esse modelo exige maior largura na entrada para que haja espaço para ele deslizar. É o que precisa de manutenção com menos frequência.

shutterstock_230122504

Tipos de materiais

O segundo ponto a considerar é a escolha do material do portão. As opções mais comuns são alumínio, ferro e madeira, mas há também em outros materiais. Os aspectos a serem observados devem levar em conta preço, durabilidade, custo de conservação e, claro, a beleza estética.

Alumínio: embora tenha um preço elevado, necessita de pouca manutenção. Por ser relativamente leve, funciona com motores de menor potência.

Ferro: tem preço mais acessível, mas requer manutenção periódica, como pintura. Por ser mais pesado, exige motor de maior potência. Leva vantagem sobre o alumínio no quesito formas e desenhos, pois, por ser maleável, permite formas decorativas. Ideal, por exemplo, para casas em estilo neoclássico.

Madeira: também pede manutenção frequente com pintura e aplicação verniz. O preço e a durabilidade vão depender do tipo de madeira escolhida.

Vazado ou fechado?

Outra decisão na hora de escolher qual portão oferece mais segurança para a família diz respeito às opções vazado e fechado. Ambas têm prós e contras.

Um portão vazado proporciona maior ventilação e entrada de luz natural. Também permite ao morador ver quem está em frente ao imóvel. Por outro lado, quem está do lado de fora pode observar se há pessoas na casa e quais os modelos dos veículos na garagem.

Já a opção fechado tem as vantagens e desvantagens inversas. Além disso, ele tende a ser mais pesado, o que sempre pode elevar o custo do motor, que deve ter uma potência adequada.

Por fim, não deixe de verificar se a empresa contratada para a instalação inclui suporte em caso de problemas.

Com esses cuidados, você e sua família poderão desfrutar de mais praticidade e segurança sem abrir mão de uma bela fachada.

Residência Mais Segura

O Residência Mais Segura é um programa do Porto Seguro Residência, que tem como objetivo levar informação ao público, atuando na prevenção de acidentes domésticos, principalmente com crianças e idosos, e oferecendo dicas de sustentabilidade e de proteção ao imóvel.

Agora que você já conhece as vantagens, que tal fazer o cálculo do seguro para sua residência?

Faça uma cotação »