Dicas para proteger seu filho contra o mosquito da dengue

Não é por acaso que Aedes Aegypti, significa “odioso do Egito”, afinal de contas, ele é transmissor da dengue, chikungunia, zika e febre amarela, por isso, é bom não vacilar com esse mosquito.

As crianças, quando acometidas das doenças proliferadas pelo mosquito, sofrem muito com os sintomas e em alguns casos pode ser fatal. Separamos algumas dicas e cuidados que podem proteger os pequenos desse inseto inconveniente.

Lista de controle

Uma dica interessante é fazer uma lista com os possíveis locais de criadouro dos mosquitos em sua casa: vasos de plantas, caixas d’água, calhas, lixeira descoberta e tantos outros pontos que podem existir na sua casa. Depois, faça a verificação toda semana. É conveniente anotar a data das verificações para que você não perca o controle e para que isso faça parte da sua rotina.

Ralo

Como é um ponto de passagem de água, os ralos podem acumular o líquido. Neste caso, é primordial colocar uma tela ou até mesmo vedar, no caso do ralo não estar em uso. Lembre-se: não é necessária muita água para que o mosquito se reproduza.

Mosquiteiro

Cobrir a cama ou o berço das crianças com mosquiteiro, tanto de dia quanto de noite, é uma boa maneira de inibir o mosquito de ter contato com seu filho.

Repelentes elétricos

É hábito desse inseto atacar pela manhã e no final da tarde, sendo assim, o ideal é deixar o repelente elétrico ligado nesses horários nos quartos para dificultar sua ação. Se você for aplicar inseticida, lembre-se de seguir as instruções da embalagem para não intoxicar as crianças.

Repelentes

Não é recomendado o uso de repelentes em bebês com seis meses ou menos. Depois disso, existem alguns tipos de repelente, específicos para crianças até dois anos, portanto, leia atentamente o rótulo antes de comprar o produto e em caso de dúvida converse com um médico. Após essa idade existe uma variedade maior de produtos no mercado, e o ideal é que o repelente seja aplicado, de preferência, no período da manhã e no fim da tarde, que são os horários mais frequentes de ataques do Aedes Aegypti.

Tela protetora

mosquito-dengue-02

Impedir que o mosquito entre em sua casa é essencial. Que tal aprender a fazer sua própria tela para as janelas?

Você vai precisar de velcro, fita dupla face, máquina de costura, tesoura e tule ou algo que o substitua (mas cuidado com o tamanho do espaçamento. Para que seja eficiente, os espaços não podem ser muito grandes).

  1. Meça todos os lados da janela;
  2. Recorte o velcro na medida dos lados da janela;
  3. Separe os lados do velcro: macho e fêmea;
  4. Recorte o tule do tamanho da área de sua janela;
  5. Costure um dos lados do velcro nas laterais do tule, como se fosse a moldura da tela, se atentando para que a lateral costurada no tule seja ou só macho ou só fêmea;
  6. Grude o velcro novamente, tomando o cuidado de não deixar rebarbas nas junções (recorte o excesso de velcro das junções nos cantos);
  7. Aplique a fita dupla face na superfície do velcro que não foi costurada ao tule, para que você possa retirar a tela sempre que quiser;
  8. Retire a parte protetora da fita dupla face e aplique a tela delicadamente nas bordas da janela.

Existem diversas qualidades e espessuras de fita dupla face, você deve se preocupar com o peso da tela, por isso, o ideal é que a fita fixe bem e tenha uma boa espessura.

Com essa medida prática e econômica, você pode impedir a entrada não só do Aedes Aegypti como de muitos outros insetos que nos incomodam no dia a dia.

Residência Mais Segura

O Residência Mais Segura é um programa do Porto Seguro Residência, que tem como objetivo levar informação ao público, atuando na prevenção de acidentes domésticos, principalmente com crianças e idosos, e oferecendo dicas de sustentabilidade e de proteção ao imóvel.

Agora que você já conhece as vantagens, que tal fazer o cálculo do seguro para sua residência?
Faça uma cotação »