9 situações em que é possível acionar o seguro residência

Veja alguns exemplos de como é importante ter uma apólice de seguros.

Encontrar o lugar ideal para morar encabeça a lista de desejos de milhões de brasileiros. Uma vez que esse sonho tenha sido realizado, a preocupação passa a ser a de manter seus bens sempre protegidos, o que gera a necessidade de ter um seguro residencial.

Afinal, por mais cuidadosos que sejam os moradores, ninguém está livre de passar por situações inesperadas. Imprevistos podem acontecer a qualquer momento, e não conseguimos prevê-los. Logo, um ponto preocupante é: você pode não estar preparado financeiramente para arcar com os danos se algum prejuízo inesperado acontecer.

Mas, e se, nessa situação, for possível contar com a comodidade de um seguro residencial? Como medida preventiva, ele é um excelente investimento, por ter um ótimo custo benefício, somando-se ao fato de que o serviço é útil em uma série de situações, que são exemplificadas neste post. Confira a seguir algumas situações e veja como acionar o seguro residencial!

  1. Incêndios

A garantia que ampara danos causados por incêndios faz parte da chamada ‘cobertura básica’, oferecida em uma apólice de seguros. Em outras palavras, trata-se da cobertura mínima do seguro residencial, oferecida por qualquer seguradora.

Se o que está na sua casa for danificado pelo fogo ou fumaça ou explosões, seja por um acidente que tenha iniciado dentro dela ou na casa do seu vizinho, como um descuido corriqueiro, um curto-circuito ou até mesmo uma queda de raio, não se preocupe! Sabia que até os danos de uma panela de pressão que se explode estão amparados nessa cobertura?

Essa cobertura reembolsa os danos, de acordo com o valor que você contratar, para que possa repor tudo o que foi perdido. Essa cobertura ampara, inclusive, o seu carro que estiver na garagem de casa, se ele foi comprometido de alguma forma naquele sinistro.

  1. Danos elétricos

Morar em um país que tem o maior número de queda de raios no mundo é preocupante, não é? Pois essa cobertura garante a reposição de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos que queimarem por conta de quedas de raio e até mesmo por oscilação de energia.

Vamos a um exemplo? Apesar da recomendação de desligar os aparelhos da tomada em casos de temporais, perder o capítulo decisivo da sua novela é uma ideia nada agradável. Você resolve arriscar a sorte e uma descarga elétrica muito forte provoca uma pane em sua televisão.

Outra situação é que, mesmo que não esteja chovendo, os eletrodomésticos podem ser danificados quando a energia é restabelecida após uma interrupção no fornecimento. Então, se algo aconteceu com o videogame comprado há poucos dias, não se desespere!

Diante disso, acionar o seguro residência parece ser uma boa ideia, certo? Além do mais, contratando a proteção contra danos elétricos, é possível se prevenir de problemas relacionados à fiação elétrica, do quadro de luz e do relógio de energia, por exemplo.

  1. Roubo ou furto de bens

Mesmo tomando todo o cuidado do mundo com segurança, pode ser que um dia a sua casa seja roubada. Já pensou na frustração de ver os seus bens sendo tomados?

Essa cobertura ampara tudo o que levarem ou danificarem, seja no caso de os assaltantes usarem de violência para conseguir os objetos ou se fizerem tudo sem ninguém em casa. Então, ao acionar esse tipo de seguro, você será reembolsado, de acordo com o valor que contratar, para repor os bens que forem levados ou danificados.

Contudo, para saber como acionar o seguro, é importante que tenham vestígios de arrombamento no imóvel. Assim que a invasão for comprovada, é preciso fazer uma relação dos bens que foram levados no assalto e, então, basta aguardar as instruções da seguradora para a indenização.

  1. Vendaval e queda de granizo

Se você acha que o Brasil não é tão suscetível a uma situação catastrófica, saiba que, dependendo da região em que você mora, vendavais e até quedas de granizo são relativamente comuns. É o que acontece, por exemplo, no sul do país. Além disso, convém a lembrança de que chuvas e temporais são bastante comuns, especialmente durante o verão, que acabam gerando fortes vendavais.

Para quem conta com essa cobertura residencial, os transtornos são significativamente menores. É só entrar em contato com a seguradora e seguir as orientações, que rapidamente você será reembolsado.

  1. Danos a terceiros

Sabia que o seguro residencial ampara até se você ou alguém que mora na sua residência, causar danos a outras pessoas? Para isso, existe a cobertura de Responsabilidade Civil Familiar, que ampara em caso de danos a terceiros.

Pode ser que, acidentalmente, você quebre acidentalmente algo de alguém, como mercadorias de uma loja. Outro exemplo é quando uma visita se machuca dentro da sua casa; quando acontece um vazamento do seu imóvel em seu vizinho; ou, ainda, quando seu filho chuta uma bola e quebra a janela do vizinho.

Nesses casos, essa cobertura vai pagar as despesas com os devidos danos que aconteceram nesse tipo de imprevistos.

  1. Quebra de vidros

Também vale a menção ao espelho que ocupa uma parede inteira na sua casa, a imponente mesa de vidro no centro da sala de jantar ou tantos outros itens de vidro, como boxes de banheiros, janelas, vidros de varanda e até fogões cooktop.

Se você tem alguém um pouco desastrado em casa, isso não será mais um problema, pois essa cobertura garante que o segurado seja indenizado pelos itens que foram danificados.

  1. Desmoronamento

Todos os prejuízos causados por um desmoronamento — de muros, paredes ou até mesmo queda de beirais e marquises — também podem ser cobertos pelo seguro residencial.

A cobertura garante, por exemplo, a indenização de todos os danos materiais, desde que a ocorrência seja imprevista e acidental. Cobre também seus custos para proteger um desabamento.

  1. Impacto de veículos terrestres

Você já deve ter visto em algum noticiário que um veículo desgovernado bateu em um muro ou portão dentro da área urbana. Um caminhão pode arrebentar a fachada de uma casa e, se isso acontecer, os prejuízos podem ser bem grandes.

Se o imóvel tiver um seguro residencial você garante o valor dos danos que a casa sofrer por conta desse impacto de veículo.

  1. Vazamento de tubulações

O seguro também cobre danos ou perdas causadas por rompimento de tubulações, encanamentos ou canalização de esgoto, água e até mesmo caixa d’água — desde que tenha sido acidental, ou seja, de maneira imprevista. Nessa cobertura, os danos que a água causou a móveis, ao piso da residência e outros bens do segurado estão amparados. Os gastos com reparos do sistema hidráulico danificado também estão amparados nessa garantia.

Quaisquer que sejam as coberturas que você contrate, nós finalizamos este artigo com uma orientação importante: ao se deparar com qualquer situação emergencial, acione o seguro residência imediatamente para receber as orientações necessárias.

Ou seja, o ideal é que você preserve as evidências dos danos causados, sem, por exemplo, trocar uma fechadura em caso de arrombamento ou fazer uma mudança emergencial de parte de um telhado danificado com um vendaval. Caso isso seja feito, os indícios do sinistro serão perdidos e a indenização por parte da seguradora ficará mais difícil.

Aqui foram listados apenas alguns dos benefícios para quem contrata uma apólice de seguros. Entre em contato com o Porto Seguro Residência ou com o seu corretor, para que possamos ajudar você a escolher a opção mais adequada às necessidades!