Vai fazer intercâmbio? Confira 8 coisas que você deve saber

O sonho de estudar fora faz parte da vida de muitos jovens brasileiros, e, com o crescimento de programas como o Ciências sem Fronteiras, ele tem se tornado realidade para milhares de estudantes. Além de te dar a chance de viver novas experiências e conhecer pessoas diferentes, uma viagem de intercâmbio é carregada de conhecimento e com certeza significará um upgrade considerável no seu currículo.

No entanto, antes de arrumar as malas, é preciso planejamento. Dê uma olhada no que você precisa saber antes de embarcar nessa jornada!

1. Pesquise sobre o país anfitrião

Selecionar o país onde você quer fazer o intercâmbio é o primeiro passo. Pesquise sobre a instituição onde você vai estudar para saber se ela realmente oferece o que você busca. Conhecer a reputação e até entender que tipo de certificação você pode obter depois de concluir o programa é fundamental.

Além disso, vale dar uma olhada nos aspectos culturais da região. Os habitantes falam algum dialeto diferente? É possível se comunicar em inglês? Que tipo de comida é mais consumida lá? Existem atrações e locais de lazer e entretenimento nos arredores?

2. Faça uma previsão de gastos

Esse quesito é importantíssimo. Coloque na ponta do lápis os gastos com:

  • hospedagem (caso não vá ficar em uma moradia universitária nem em uma casa de família, pesquise em sites de imóveis da região para ter uma ideia da média de preços);
  • transporte (aqui, vale a pena pesquisar se, na condição de intercambista, você paga passagem diferenciada);
  • alimentação (sites de supermercados do país de destino podem te dar uma ideia dos preços);
  • e também lazer, afinal, ninguém é de ferro!

Além disso, não se esqueça de deixar sempre uma reserva, pois emergências acontecem.

3. Fique de olho na documentação necessária

Se não tiver passaporte, solicite-o o quanto antes no site da Polícia Federal. Não espere o dia da viagem se aproximar para fazer o requerimento.

Atente-se também para as regras específicas do seu país anfitrião. Os países do Tratado de Schengen, por exemplo, exigem que o intercambista tenha um seguro viagem, e a grande maioria dos países solicitam visto de estudante.

Além disso, é muito importante tirar cópias de todos os documentos, para que, no caso de algum imprevisto, você tenha sempre um backup.

4. Viaje com tranquilidade

Imprevistos podem acontecer a qualquer momento. Por isso, em viagens longas e internacionais, vale a pena fazer um seguro completo. Assim, em casos de emergências, basta acioná-lo e ter o problema resolvido para você.

Invista em um seguro com uma boa cobertura.

5. Tenha contatos importantes sempre à mão

Hoje em dia, com os avanços da tecnologia móvel, é muito fácil ter uma agenda completa de contatos no smartphone. No entanto, para garantir, tenha também uma pequena agenda de bolso ou guarde um cartãozinho com números de emergência na carteira.

Assim, no caso de algum problema, você sempre terá com quem contar.

6. Dê notícias com moderação

O intercâmbio é um tempo de descobertas e muitas novidades, mas para realmente aproveitar a imersão no estrangeiro, é preciso se abrir a novas experiências e não ficar apegado ao que ficou no Brasil.

Uma boa solução para não passar o dia falando com os amigos e a família no Skype e nas redes sociais é estabelecer horários específicos para fazer isso ou, o que pode ser ainda mais legal, escrever um blog contanto tudo o que está acontecendo e compartilhá-lo com todos os entes queridos que ficaram no País tropical.

7. Aproveite a cidade

Isso mesmo! Não negligencie os estudos — pois eles, no final das contas, são o objetivo da sua viagem —, mas, ao mesmo tempo, não deixe de mergulhar na cultura local. Fique atento às promoções e aos passeios organizados pelos cursos, procure guias em livrarias ou na internet e curta a gastronomia, a cultura e a arquitetura do seu país anfitrião.

Outra forma de descolar vários passeios legais é pedir dicas para seus vizinhos e colegas. Quem sabe assim você não consegue um cicerone para te mostrar a cidade e, de quebra, não faz um bom amigo?

8. Registre suas experiências

Seja com a câmera profissional ou o celular, as fotos são uma parte fundamental de qualquer viagem. Mas além de registrar imagens e vídeos, que tal escrever um diário de bordo contando suas experiências mais marcantes? Se você não é do tipo que curte a escrita, também vale desenhar, pintar e até gravar os momentos mais bacanas. Afinal, você vai voltar de viagem com uma bagagem repleta de conhecimento e com muitas histórias para contar.

E você, já decidiu para onde vai?

Chegou a hora! Vai fazer intercâmbio e precisa de um seguro?
Faça uma cotação »