Oito atitudes para ser mais sustentável no trânsito

O Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) mostra que os meios de transporte que utilizam combustível são responsáveis por 25% das emissões de dióxido de carbono. Desse número, carros leves representam 45% das emissões; ônibus e micro-ônibus, 5%; aviões e navios, 11%. Isso quer dizer que carros aumentam a emissão de gases poluentes e, consequentemente, o aquecimento global e o efeito estufa. 

Por isso, adotar hábitos sustentáveis (e coletivos) tornou-se essencial para que possamos habitar um planeta mais saudável, menos perigoso para nossa saúde e para as diversas espécies de animais e plantas. Inclusive, para nós, humanos, há um alerta da Organização Mundial de Saúde (OMS): os efeitos dos gases para a saúde da população podem ser muito prejudiciais.

Neste artigo, trazemos dicas para que você consiga reduzir seu impacto sobre o Planeta Terra. Através desse pensamento coletivo,  podemos cultivar um mundo melhor para nós e para as próximas gerações. Que tal começarmos agora?

Combine carona com amigos e colegas

A primeira medida é bem simples. Combine com colegas de trabalho ou vizinhos para dividir os custos do combustível e levar mais pessoas em uma mesma viagem. Além de fazer uma gentileza para quem não possui carro e também dividir os custos, é possível diminuir a emissão de gases poluentes ao meio ambiente. 

Outra opção é utilizar e compartilhar informações do seu trajeto, através de aplicativos de carona, para que outras pessoas possam combinar com você a viagem para destinos semelhantes. Outra opção é utilizar o modo de compartilhamento de corridas em aplicativos de transporte. O bolso agradece e o meio ambiente também. Vale lembrar que enquanto estiver acontecendo a pandemia, o uso de máscaras de qualidade é essencial para a realização desse trajeto em segurança, de preferência, com as janelas abertas. 

Mantenha os pneus calibrados e dê o destino correto aos pneus velhos

Tenha sempre os pneus em ordem para trafegar. Isso ajuda na redução do desgaste do pneu e, consequentemente, na troca antes do prazo determinado pelo fabricante. Lembre-se também de fazer as trocas em um lugar responsável, que se preocupa em dar um destino correto para o pneu velho.

Troque frequentemente o filtro de ar, óleo e combustível

Fazer a manutenção do automóvel também é um modo de proteger o meio ambiente. Ela gera economia financeira, porque consegue impedir que outras peças estraguem e causem custos para o proprietário. 

Além disso, você trafega de modo mais seguro e reduz a emissão de partículas no meio ambiente. Um motor desregulado, por exemplo, polui muito mais.

Considere a conversão GNV

Uma possibilidade para quem quer reduzir a emissão de poluentes é a instalação de um conversor GNV no carro. Apesar de ocupar espaço no porta-malas, torna-se um excelente aliado para o planeta e para o bolso. Ah! Em alguns Estados, carros com GNV têm desconto no IPVA. 

E só mais um lembrete: ao contratar um seguro auto, é necessário informar que o carro possui no kit gás, porque o equipamento também é considerado em indenizações de sinistro.

Avalie as indicações do Inmetro

Do mesmo jeito que você olha a etiqueta do gasto de energia ao comprar uma geladeira, o site do Inmetro tem um arquivo que disponibiliza informações sobre a emissão de gases poluentes para os modelos de automóveis. 

Assim como nos eletrodomésticos, a etiqueta A representa menos emissão, enquanto a E significa mais prejuízo ao meio ambiente. Portanto, antes de comprar um carro, você pode observar tais características na página do Inmetro e fazer uma escolha consciente.

Use menos o ar-condicionado

Utilizar o ar-condicionado aumenta o consumo de combustível e a emissão de poluentes. Assim como o óleo e o filtro de ar, o equipamento deve passar por manutenção e troca de filtros. Isso diminui a proliferação de fungos, potencializa o funcionamento e prejudica menos o meio ambiente.

Tome atitudes sustentáveis

Você pode mudar alguns hábitos no dia a dia para ter atitudes mais sustentáveis. Cuidado com o desperdício de água ao lavar seu veículo. Se levar a um lava-jato, busque saber como funciona o sistema do estabelecimento em relação ao consumo de água. 

Outra dica é dirigir com cautela, evitando acelerações e freadas bruscas, porque evita a alta queima de combustível. Logo, é uma forma simples de diminuir a emissão de poluentes.

Outra mudança pode ser na escolha do modelo do carro. Existem versões híbridas que funcionam por energia elétrica e já foram produzidas para baixar a emissão de gás carbônico. Um dado da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) afirma que, em 2035, os carros elétricos e híbridos podem ser maioria no país. Que tal se antecipar nesse processo?

Ah! E a Porto conta com 30 pontos de recarga elétrica em São Paulo nos Centros Automotivos Porto Seguro para segurados e não-segurados realizarem a recarga dos seus carros elétricos gratuitamente. Além disso, contamos com uma frota elétrica, com veículos como guincho e bike.

Para saber mais sobre o tema, acesse: https://www.meuportoseguro.com.br/meu-carro/como-a-mobilidade-sustentavel-pode-melhorar-o-planeta/