Mitos e verdades sobre o monitoramento residencial

Muito se fala sobre serviços de monitoramento eletrônico residencial. Em alguns casos, as pessoas se baseiam em achismos para formar opiniões e acabam influenciando outros — e é assim que surgem os mitos. Nesse cenário, quem acaba prejudicada é a segurança residencial de muitas famílias.

A seguir, listamos alguns mitos e verdades para você tirar as suas dúvidas antes de contratar uma empresa de monitoramento. Confira:

1. Quedas de energia podem desativar o sistema e monitoramento

Primeiro mito da rodada. À primeira vista pode ser um questionamento plausível no geral. Mas por olhar mais atento, procurando pelo melhor e mais completo serviço, isso pode mudar. Se o cliente optar por sistemas de segurança sofisticados e modernos, contará com backups de bateria para manter o equipamento ligado e GPRS, Radio ou 3G, para manter a comunicação.

Se houver queda de alguma forma, alarmes sofisticados, dotados de comunicação com servidores, acionam a central de atendimento. Além disso, a queda de energia também pode afetar o sistema de câmeras. Há alguns sistemas que continuam gravando mesmo após a queda de energia. Nas câmeras de monitoramento com gravação em nuvem, as imagens de segurança captadas ficam armazenadas em servidores externos e retornam ao sistema do cliente quando a energia é reestabelecida.

2. Os equipamentos são muito caros

O mercado disponibiliza sensores e câmeras para todo tipo de bolso e necessidade. Por isso, é importante que seja feita uma pesquisa para escolher o melhor fornecedor. Estar presente na visita comercial também é importante, pois, sendo direcionado pelas suas necessidades, o consultor construirá a melhor estratégia de segurança.

3. Não é preciso conhecimento avançado para operar o equipamento

Verdade! Em meio a tantas tecnologias e pensando no cliente, as empresas desenvolvem equipamentos de fácil entendimento e usabilidade para o cliente.

O uso de câmeras e alarmes geralmente é intuitivo, mas nos casos em que requerem conhecimento ou mesmo auxílio profissional básico, a empresa de monitoramento poderá auxiliá-lo, sempre que necessário. O serviço de monitoramento ainda pode ser acessado por tablets, computadores e smartphones, que são tecnologias muito utilizadas pela maioria da população.

4. Residências com sistemas de monitoramento estão menos suscetíveis a roubo ou furto

Mais uma verdade! É fácil pensar que manter um sistema confiável em casa representa um importante inibidor para possíveis ações mal-intencionadas ao seu patrimônio.

Apoiado a esse fato, destaca-se o uso de placas que sinalizem a presença do monitoramento no imóvel, pois é um ótimo complemento para a sua segurança. É uma forma também de inibir, tornando o imóvel menos suscetível ao roubo.

5. Alarmes podem ser auxiliados por outros equipamentos de segurança

Podem e, em muitos casos, devem! Isso significa um avanço multitarefas na proteção da sua residência, sabia? Além do sistema de monitoramento de câmeras, o cliente pode usufruir de outros itens, como:

  • sensores de presença e de abertura;
  • sensores de barreira para muros;
  • sistema de travamento para janelas e portas;
  • Concertinas para muros e portões;
  • portão automático.

6. A manutenção é cara

Mito! Claro que o mercado está cheio de opções e, como sempre, é importante pesquisar para encontrar o melhor custo-benefício. Há sempre uma maneira de garantir economia para seu bolso a hora de fazer a manutenção.

Priorize um serviço de monitoramento que conte com uma equipe própria de manutenção dos equipamentos para garantir ajustes, trocas e consertos dos ativos. Antecipar essa etapa, significa economizar a médio e longo prazo.

7. Seguro não dispensa a necessidade de equipamentos de segurança

Os sistemas de alarmes e câmeras são preventivos na segurança residencial, pois inibem ações de intrusão. Complementando com o seguro residencial, você contará com as garantias contratadas para reposição financeira de algum bem que, ainda assim, possa ter sido levado ou danificado em alguma situação.

Agora que você compreende melhor a área de monitoramento residencial, fica fácil encurtar o caminho para que você se sinta mais seguro. Para maior segurança, você pode proteger o seu imóvel com alarmes e câmeras monitoradas e, também, contar com as garantias seguro residencial.