Golpe do boleto falso: Saiba como evitar

Você costuma pagar suas compras online no boleto? 68% dos brasileiros também! De acordo com estudo publicado pelo EBANX no início deste ano, o método de pagamento despontou como o favorito, sendo seguido pelo cartão de crédito, que ficou em segundo lugar com 54% dos votos. Entre os motivos da preferência, está o fato de o consumidor achar o processo mais seguro, já que não há risco de clonagem do cartão ou vazamento dos dados financeiros.

Isso não quer dizer, entretanto, que não é preciso ficar atento na hora de fazer um pagamento via boleto. Pelo contrário! Somente em 2020, o número de golpes do boleto falso aumentou 300% no mundo inteiro, conforme divulgado pelo relatório de inteligência do FBI.

Para que você não seja vítima desse golpe, nem tenha prejuízos financeiros, nós preparamos um guia com 5 dicas para identificar se o documento é confiável ou foi adulterado antes de prosseguir com o seu pagamento. Continue a leitura e descubra como!

Confira a origem do boleto

Muitas vezes, os golpistas enviam o boleto falso via e-mail, SMS e, até mesmo, WhatsApp, ao invés de usar canais oficiais, como a loja virtual. Por isso, o ideal, sempre que for fazer uma transação via e-commerce, é concluir o processo através do site oficial.

Cuidado com links que facilitam a geração de boletos

Fique atento a páginas da internet que negociam dívidas e que geram boletos rapidamente. Muitos golpistas fingem ser empresas confiáveis para que, na verdade, o depósito seja feito na conta deles e não na conta da empresa. Por isso, sempre busque os canais oficiais para tirar dúvidas, assim como para emitir boletos.

Atente-se aos títulos dos e-mails

Desconfie de e-mails e outras comunicações com tom alarmista, como: “URGENTE! Boleto em aberto”. Normalmente, pessoas mal intencionadas utilizam desta estratégia para deixar o alvo do golpe ansioso e mais propenso a cometer erros.

Cheque a ortografia do boleto

Erros de digitação, ortografia e desobediência à norma culta costumam ser comuns em boletos falsos. Outra diferença sutil está no layout da cobrança, que nunca é igual ao original. Por isso, se possível, compare o documento a um anterior da mesma loja.

Verifique os dados do beneficiário

Sempre confira informações como data de vencimento, CNPJ e razão social. Se suspeitar que a empresa não é a mesma na qual você realizou a compra, basta digitar o número do CNPJ em um site de busca. Outra dica é comparar o valor do boleto que aparece no código de barras e no espaço “valor do documento”.

Desconfie de descontos recebidos

Se o pagamento for periódico, compare o boleto recebido com os dos meses anteriores para confirmar que o valor permanece o mesmo. Nenhum reajuste, para mais ou para menos, é cobrado sem comunicação prévia.

Ficou em dúvida sobre alguma cobrança recebida em nome da Porto Seguro? Entre em contato através dos múltiplos canais da nossa Central de Atendimento ou registre sua queixa através do nosso Canal de Denúncias.

Perdeu o seu boleto? Não se preocupe! É só clicar aqui, solicitar a segunda via e fazer o pagamento. Se preferir, chame a Porto no WhatsApp e peça o seu boleto para pagamento.