A importância dos cuidados preventivos na saúde

Cuidados preventivos

Você sabia que mais de 70% dos brasileiros com doenças crônicas só descobriram o diagnóstico após o aparecimento de sintomas? Ainda, que esse número pode indicar que os cuidados preventivos foram deixados de lado?

É o que garante uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica. Dos entrevistados, 83% são portadores de doenças crônicas. Desses, 48% consideram que deveriam ter feitos exames com maior antecedência para se prevenir do problema.

Se você não quer fazer parte dessa estatística, veja o artigo que preparamos sobre o assunto. Trouxemos dicas valiosas e relativamente simples, mas muito eficientes, para a prevenção. Acompanhe!

Cuidados preventivos em números

De acordo com o Manual técnico de promoção da saúde e prevenção de riscos e doenças na saúde suplementar, elaborado pela ANS, 80% dos casos de doenças do coração, derrames e dos diabetes do tipo 2 podem ser evitados eliminando fatores de risco. O manual indica que isso pode ser feito por meio de mudanças no estilo de vida, que facilitam a redução da pressão arterial e o equilíbrio das taxas de colesterol.

A publicação também expõe dados importantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), como:

  • falta de atividade física provoca 2 milhões de mortes no mundo por ano, sendo que 22% delas são causadas por problemas cardiovasculares e, de 10% a 16%, têm relação com diabetes, câncer de mama, colo e reto;
  • ingerir 400 gramas diárias de frutas e hortaliças pode significar uma diminuição de 31% das mortes causadas por doenças do coração e 19% provocadas por cânceres gastrointestinais anualmente;
  • consumo excessivo de gorduras saturadas é responsável por 18% dos diagnósticos anuais positivos para as doenças que acometem o cérebro e 56% das que atingem o coração.

Hábitos que contribuem com os cuidados preventivos

Adotar um estilo de vida saudável contribui para que você não faça parte dessas estatísticas. Veja nossas dicas.

Cuidar da higiene pessoal

Várias doenças contagiosas, virais e bacterianas, podem ser evitadas com a adoção de hábitos de higiene adequados. A pandemia provocada pela Covid-19 veio para comprovar isso, já que tem como uma das orientações principais o ato de lavar as mãos ou higienizá-las com álcool 70%.

Hepatite, gripe, micose, conjuntivite e, até mesmo, diarreias podem ser evitadas quando a pessoa mantém a limpeza e conservação do próprio corpo. Esses cuidados envolvem lavar as mãos antes de comer, ao sair do banheiro, chegar da rua ou antes de encostar no próprio rosto — especialmente, nariz, boca e olhos.

Manter as unhas aparadas, tomar pelo menos um banho por dia e lavar as partes intimas também são hábitos que previnem doenças. Além de cuidar da limpeza do corpo, a casa, carro, o escritório e outros ambientes frequentados também devem ser higienizados. Por exemplo:

  • deve-se evitar acumular louça suja por muitos dias;
  • o chão deve receber a visita de um paninho com desinfetante frequentemente;
  • roupas de camas, toalhas e panos de prato devem ser lavados e trocados semanalmente.

Ter uma boa alimentação

Mais que nutrir o nosso corpo, os alimentos têm poder de prevenir e até curar doenças. Um exemplo disso é o alho que, por suas propriedades anti-inflamatórias, faz parte das receitas da vovó para a cura de gripes e resfriados.

Os alimentos que consumimos e a forma que escolhemos para prepará-los são o combustível que nosso corpo e mente necessitam para funcionar. Embora a maioria das pessoas saibam que esse funcionamento depende de uma dieta saudável e equilibrada, muitos não dispensam um delicioso fast-food ou a pizza no final de semana.

Na verdade, para se ter uma alimentação saudável, não é necessário eliminar todas as gostosuras não-saudáveis do cardápio. O segredo é manter o equilíbrio. Nesse ponto, a ajuda de um profissional formado em nutrição pode ajudar.

O nutricionista está habilitado para ajustar a sua alimentação de acordo com suas características particulares, objetivos e estilo de vida. Também pode tirar dúvidas sobre os grupos alimentares e seus benefícios. Dessa forma, você consegue estabelecer os cuidados preventivos por meio da alimentação, sem que ela deixe de ser prazerosa.

Ter um sono de qualidade

O sono é mais um dos aliados, quando o assunto é ter uma postura preventiva de saúde. Na hora que dormimos, nosso organismo trabalha para manter nossas funções em equilíbrio.

Ainda que em repouso, várias reações químicas acontecem para aproveitar os nutrientes recebidos durante o dia, eliminar as toxinas e liberar hormônios que regulam as funções orgânicas.

Ter uma boa noite de sono é essencial para aumentar a imunidade, por isso, é de tanta importância nos cuidados preventivos. Enquanto a mente repousa, o corpo reproduz as células de defesa, fortalecendo o sistema imunológico.

De acordo com a revista ABRALE, pertencente à Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, o tempo de sono recomendado varia de acordo com a faixa etária:

  • de 1 a 2 anos: entre 11 e 14 horas;
  •  de 3 a 5 anos: entre 10 e 13 horas;
  •  de 6 a 13 anos: entre 9 e 11 horas;
  • de 14 a 17 anos: em torno de 10 horas;
  • de 18 a 25 anos: entre 7 a 9 horas por dia;
  • de 26 a 64 anos: entre 7 e 9 horas;
  • acima dos 65: de 7 a 8 horas.

Além de dormir a quantidade de horas recomendada, é importante prezar pela qualidade. Prepare um ambiente que favoreça o relaxamento, reduza a iluminação, garanta o conforto da cama e a temperatura agradável do ambiente.

Praticar atividade física

A prática regular de atividades físicas está em quase todas as recomendações para a saúde e o bem-estar, afinal, todos os exercícios são capazes de trazer benefícios ao corpo humano. Manter o corpo em movimento provoca reações capazes de evitar problemas como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares.

Além disso, os hormônios liberados melhoram o bem-estar, evitando ou diminuindo os impactos da depressão. Outro benefício que vale a pena mencionar está relacionado à postura e à musculatura. Praticar exercícios mantém o corpo firme, resistente e ajuda no equilíbrio.

Fazer exames

Algumas doenças podem se manifestar mesmo que você tome todos os cuidados preventivos. Descobrir um problema em seus estágios iniciais facilita o tratamento e favorece a recuperação rápida e permanente.

Por isso, além de adotar hábitos saudáveis, também é importante fazer exames de rotina anuais. Por exemplo, o hemograma completo, quando realizado periodicamente, identifica pequenas alterações antes que possam se tornar problemas mais graves.

As autoridades de saúde ainda recomendam outros exames, dependendo do sexo e da faixa etária. É o caso da prevenção contra o câncer de mama, em que mulheres entre 50 e 69 anos devem se submeter a mamografia a cada dois anos.

Prevenção para a longevidade

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem observado que a expectativa de vida do brasileiro vem crescendo ao longo dos anos. O estudo atribui esse crescimento aos cuidados com a saúde e a medicina preventiva. A imunização contra doenças importantes, como a febre amarela, entra nessa conta.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (2019), hábitos como tabagismo, falta de exercício, alimentação inadequada, excesso de peso e consumo de álcool são práticas que podem ser modificadas e isso tem valor fundamental na prevenção e da longevidade.

Os cuidados preventivos são um dos pilares para a construção de uma vida longa e saudável. Como você pôde perceber ao longo dessa publicação, cuidar do corpo e da mente é uma das maneiras mais fáceis e eficientes de aproveitar a família e os amigos longe de problemas de saúde.

Aproveite que está lendo sobre prevenção à saúde e conheça os benefícios da ginástica laboral no ambiente de trabalho.