Alarme para empresa: o que considerar ao escolher um?

Na hora de escolher um sistema de alarme para empresas, vários fatores importantes têm de ser considerados, sem os quais a escolha tende a não ser tão bem-sucedida assim.

É preciso verificar, por exemplo, se a empresa de monitoramento que se pretende contratar oferece apoio 24h, os itens necessários de segurança do imóvel e se o local possui seguro.

Então, para que você saiba o que levar em consideração ao escolher um sistema de alarme para sua empresa, preparamos este post com a descrição dos principais equipamentos e recursos que não podem faltar nesse tipo de proteção patrimonial. Confira!

Central de alarme

A central de alarme é o equipamento responsável pela comunicação entre o imóvel monitorado e a Central de Monitoramento 24h da empresa contratada.

A central é também o coração do sistema de alarme tanto de uma empresa como de uma residência, uma vez que é ela quem se comunica constantemente com os demais sensores que, por sua vez identificam possível invasões ou arrombamentos no local (falaremos a função dos tipos de sensor mais para frente).

Quando a central de alarme recebe um sinal de identificação invasão de um dos sensores, ela emite dois comandos: notifica a Central de Monitoramento 24h; e liga a sirene para inibir a pessoa mal-intencionada.

Vale lembrar que, em situações de acionamento da Central de Monitoramento por meio do botão de pânico, a central de alarme apenas a notifica e não aciona a sirene, com o objetivo de não expor as pessoas a uma situação mais arriscada.

Confira abaixo os equipamentos que poderá adquirir junto à central de alarme para que a proteção seja completa:

Sensores de presença e movimento

Servem essencialmente para detectar qualquer movimentação dentro da empresa quando o sistema de alarme está ativo. Esses sensores possuem versões tanto para ambientes externos como internos.

Sensores de abertura

Detectam o movimento de portas e janelas. A diferença de seu acionamento para o sensor de presença é que o seu acionamento não está relacionado com a presença de alguém, mas sim com a abertura ou arrombamento de alguma porta ou janela protegida.

Sensores perimetrais

Esses sensores são instalados em cima de muros e portões, para identificar invasões. Assim, quando algo ou alguém passa na frente do sensor, ele identifica a presença.

Detecção de quebra de vidros

O sensor para detecção de quebra de vidros capta a vibração da quebra do vidro no local em que o equipamento estiver instalado. Normalmente, esses sensores são instalados em lojas com vitrines.

Botão de pânico

Esse é um valioso recurso que não pode faltar em um sistema de alarme para empresa. O botão de pânico deve ser acionado em caso de situações de risco, como roubo e coação. Seu acionamento é silencioso, ou seja, o alerta é enviado somente à central de monitoramento, não disparando o alerta da sirene — a fim de não causar agitação no local e diminuir riscos.

Chaveiro de 4 funções

Consiste em quatro teclas que garantem rápida programação de todo o sistema de segurança. Por meio dele, é possível:

– ativar e desativar o alarme;
– pedir ajuda para a central de monitoramento, em situações de roubo ou coação;
– Cancelar um disparo do alarme.

Normalmente, o disparo do alarme é cancelado quando há um disparo falso, como em situações em que alguém da equipe entra na empresa sem desativar o alarme, por exemplo.

Conhece o Alarme Mais?

Mais do que um alarme, uma solução completa para seu imóvel.

Saiba Mais »