Vai organizar uma mudança? Veja este passo a passo!

Quando vamos ao mercado fazer compras, uma das coisas mais relevantes é fazer uma lista de tudo aquilo que precisamos comprar. Pois bem, organizar uma mudança não foge muito disso, afinal de contas, é algo que requer muita organização e planejamento. Uma lista, portanto, é indispensável para que não nos esqueçamos dos passos essenciais que precisamos cumprir para que a mudança seja um sucesso.

Fazer uma mudança de uma residência para outra está bem longe de ser uma tarefa fácil e simples. É preciso ter bastante paciência e organização, além, é claro, de excelentes dicas. Com boas práticas, certamente o processo vai ser menos complexo.

É por isso que preparamos este texto com um passo a passo infalível de como organizar uma mudança e garantir que tudo aconteça da melhor forma possível! Continue conosco e aproveite as dicas! Boa leitura!

Faça um checklist

É fundamental que você utilize papel e caneta ou planilhas, aplicativos e várias outras soluções tecnológicas para destacar tudo o que você tem que encaixotar primeiro e por quais peças você deve começar.

Anote exatamente tudo e procure separar os tipos de armazenamento por categorias de objetos, isso significa que os objetos delicados precisam ser colocados juntos em apenas uma caixa. Os livros, por exemplo, podem ocupar o mesmo espaço, e assim por diante. 

A importância de checar e anotar todos os itens vai garantir que tudo fique mais claro em relação às posições das peças na sua memória, o que é fundamental para facilitar o deslocamento na hora da mudança. 

Organize as datas

É importante saber se é possível carregar tudo em apenas um dia e se os lugares de origem e de destino liberam as mudanças nos fins de semana. Além disso, é preciso cotar orçamentos com diferentes empresas para negociar os melhores preços. Para essa negociação, considere os horários que o novo endereço aceita e veja se a empresa de transporte contatada oferece descontos de acordo com o dia e o horário da mudança.

Uma dica relevante é falar com amigos e ver a possibilidade de usar os carros deles para levar tudo aquilo que você conseguir. Isso pode assegurar que sua necessidade seja a de contratar um veículo menor para a mudança. Por fim, antes de separar os itens, busque em supermercados e em lojas caixas de papelões, assim como plástico-bolha e jornais. 

Comece a empacotar

Chegamos na parte da mudança que dá mais trabalho. E é preciso agir com a razão, jamais com a emoção. Ou seja, é a hora de doar vários objetos que estão esquecidos nos fundos de cômodas, estantes e armários. Renove suas escolhas para seu novo lar, garanta a oportunidade de morar, realmente, em um novo espaço. 

Comece o trabalho de cômodo a cômodo. Dê preferência ao quarto ou à sala de estar, lugares em que, normalmente, há maior acúmulo de elementos. Após concluir o trabalho nesses locais, vá para os outros cômodos da casa, como o banheiro, a cozinha e a área de serviço. 

Tudo que será necessário para o uso imediato deve ser deixado de fora, como chinelos, toalhas, objetos de higiene pessoal, e outros. Anote tudo o que estiver dentro das caixas, e uma dica importante é sempre separar os objetos por tipo, indicando todas as caixas que estiverem com objetos frágeis com letras grandes.

Separe coisas importantes e de valor

Separe todos os objetos que são importantes e que têm valor. São objetos como joias, documentos, passaportes, dinheiro, talões de cheque etc. Tudo isso precisa ser levado com você para que transtornos sejam evitados. Coloque todos eles em uma caixa separada e escreva “levar comigo” e no dia da mudança, não se esqueça dela. Caso tenha um cofre, o ideal é guardar tudo nele para o transporte.

Mude endereços

Peça o desligamento e a transferência do telefone, da TV a cabo e da internet para que você não fique sem esses serviços tão relevantes na sua casa nova. Também solicite à sua seguradora de auto e residência os endossos dos seus seguros, ou seja, as mudanças necessárias em suas apólices considerando o seu novo endereço. Não deixe, ainda, de mudar os endereços de correspondências como plano de saúde, banco e assinaturas de jornais e revistas, para que cheguem ao novo local. Pagar multa simplesmente porque a conta não chegou ao destino correto na data é um grande desperdício de dinheiro que, certamente, você não gostaria de ter.

Desligue a geladeira e o freezer

Desligue o freezer e a geladeira. É preciso deixar as portas abertas desses eletrodomésticos para que degelem e, depois disso, passar um pano limpo para secá-los bem. Isso vai evitar que eles fiquem com mofo. Feito isso, é só embalar com cuidado para que não sofram avarias durante a mudança.

Desligue todos os aparelhos eletrônicos

Não se esqueça de desligar todos os aparelhos eletrônicos com antecedência para que eles estejam em temperatura ambiente na hora da mudança. Lembre-se de que alguns aparelhos podem ficar bastante quentes quando estão sendo utilizados. Antes de guardá-los, é interessante tirar uma foto dos fios conectados para que você possa saber a ordem de todos. Afinal de contas, são tantos fios que você pode se confundir e não saber o lugar de cada um.

Defina a responsabilidades de cada membro da família

O ideal é definir as responsabilidades de cada pessoa da família para que cada um possa fazer a sua parte e contribuir para que essa tarefa se torne mais fácil e rápida. Se necessário, busque também a ajuda de funcionários ou de amigos. Quando a mudança terminar, você pode dar uma gratificação a eles, por exemplo. É sempre bom agradecer as pessoas que nos ajudam — mesmo que seja com pequenos gestos.

Acompanhe a mudança

Tudo está organizado e a empresa de mudança já foi contratada? Então, não deixe margem para o azar: procure acompanhar todo o processo da mudança. Isso assegura que coisas essenciais não fiquem para trás, além de ajudar a esclarecer como desmontar alguns móveis, assim como etiquetar ou relembrar caixas que contêm objetos frágeis. 

Mostre o caminho para seu novo apartamento ou casa e discuta quais são os melhores trajetos com o motorista. Considere possíveis problemas nas ruas ou na estrada, como buracos. É importante facilitar ao máximo o trabalho dos profissionais para evitar dores de cabeça. Não se esqueça de que você é a pessoa mais interessada em garantir que todos os objetos cheguem inteiros ao novo destino. 

Arrume a casa nova

Deu tudo certo? Já está morando na casa nova? Que notícia boa! Agora, você precisa reorganizar todos os objetos nos novos cômodos. Uma dica boa nesse momento é não ter pressa. Você pode decorar tudo de acordo com o que considerar necessário. Essa é uma ótima oportunidade de fazer com que cada lugar da casa ganhe características novas, valorizando o ambiente.

O mais indicado é que você comece com os objetos brutos e deixe as peças mais frágeis por último. Isso vai evitar possíveis esbarrões quando você estiver reorganizando os espaços. Procure, também, aproveitar ao máximo a iluminação natural do local. Além disso, lembre-se de acomodar a cama na posição que seja mais confortável e, claro, teste novas disposições para que você dê uma nova cara aos espaços sociais.

Como você pôde notar, a ideia de morar em uma casa completamente nova dá outra perspectiva à mudança. Aquela sensação de ter a rotina modificada para melhor vai fazer com que você se sinta muito mais feliz. Sem dúvida, ao levar tudo isso à sério, você vai perceber que todo o esforço para organizar uma mudança vale muito a pena. 

E aí, gostou das nossas dicas? Quer continuar aprendendo com nossos conteúdos? Então, continue acompanhando tudo por aqui!

Vai se mudar? Lembre-se de atualizar o endereço em seu seguro ou de contratar um seguro residencial novinho!

Faça uma cotação »