Ventilador ou ar-condicionado: Qual a melhor opção?

O mundo está mais quente — e não é só impressão sua. Pesquisas recentes comprovam que é realmente verdade: o verão brasileiro está ficando cada vez mais intenso nos últimos anos. Com o calor que anda fazendo, o jeito é apelar para o ar-condicionado ou ventilador.

Porém, na hora de optar por qual desses aparelhos instalar na sua casa, vários fatores devem ser levados em consideração. Entre eles, o custo de instalação, manutenção, o gasto de energia elétrica, e até as questões de saúde e bem-estar.

Acompanhe, a seguir, o que considerar na hora de escolher a melhor alternativa para amenizar a temperatura da sua casa: ar-condicionado ou ventilador?

Ventiladores

Os ventiladores são a opção mais barata para quem quer refrescar o interior da casa. Afinal, além de gastar menos energia elétrica, o custo da instalação é bem mais em conta do que a de um ar-condicionado. Além disso, você tem algumas opções para escolher, como o ventilador de teto ou os tradicionais ventiladores móveis, que podem ser colocados no chão, sobre uma mesa ou cadeira, e em vários outros lugares.

No entanto, se for comprar um ventilador, atente-se às opções muito frágeis. Se você quiser investir, é melhor que seja em um eletrodoméstico que seja durável e resistente, ou até em um ventilador de teto.

Ventiladores de teto ajudam a refrescar o ambiente durante o calor.

Solicite a instalação »

Ar-condicionado

O ar-condicionado é uma opção mais cara, tanto pelo alto consumo de energia quanto para a aquisição e instalação do aparelho. Aliás, a instalação é uma grande parte do custo, pois envolve a colocação de tubos de cobre, que não costumam ser baratos.

Também deve ser observado o local em que esse ar-condicionado será colocado, pois ele não pode ser posicionado acima de aparelhos eletrônicos, como o rádio e a TV, nem em uma parede que tenha muita incidência de sol durante o dia. Além disso, ele resseca o ar, não sendo indicado para pessoas que apresentem problemas alérgicos ou dificuldade respiratória e tornando o uso de um umidificador quase obrigatório.

Por outro lado, em termos de refrigeração, sabemos que o ar-condicionado é muito mais eficiente. Entrar em um ambiente climatizado dessa maneira proporciona alívio quase instantâneo do calor e você também não precisa se preocupar com papéis e outras coisas voando por causa do vento.

Qual deles é melhor?

É claro que, em uma comparação direta, o ar-condicionado reduz a temperatura de um ambiente interno em muito mais graus do que o ventilador. Porém, o custo do ventilador é muito mais baixo e ele não traz consigo os problemas de secura do ar e complicações de manutenção e instalação. Diante disso, qual escolher?

O ideal — e talvez isso não te surpreenda — é ter os dois na sua casa. Assim, você pode dar preferência para o ventilador em dias não tão quentes, economizando eletricidade e distribuindo a umidade do ar; enquanto, em dias em que o eletrodoméstico sozinho não dá conta do calor, o ar-condicionado pode ser ligado para resfriar mais o ambiente. É uma boa solução, não?

Não se esqueça da manutenção!

Seja qual opção você escolher, lembre-se de fazer a manutenção correta no seu aparelho. Afinal, se isso não for feito, eles podem liberar ácaros, bactérias, fungos e vírus, e para quem é alérgico, o risco de usar esses aparelhos é ainda maior. Portanto, limpe-os com frequência, e no caso do ar-condicionado, faça a manutenção periódica e a troca do filtro de ar!

Instalação de ar-condicionado

Contrate mão de obra especializada para instalação e reparo de ar-condicionado.

Solicite aqui »