Designer de interiores: saiba mais sobre a profissão

Não basta apenas trocar o sofá de lugar para deixar a sua sala igual àquela da revista, e qualquer um que já tentou imitar as páginas de decoração sabe disso muito bem. Mas, para um designer de interiores, isso não é problema.

Responsável por balancear a expectativa do cliente com o espaço e o orçamento disponíveis, esse profissional, além de combinar cores, formas e texturas, também consegue planejar e cuidar do conforto, segurança e praticidade dos ambientes como ninguém, independentemente do tamanho do imóvel ou da quantidade de moradores. Quer ver?

Ajuda aos solteiros

Quem mora sozinho não costuma ter uma casa muito grande, de vários metros quadrados. Por isso, é bom pensar em como aproveitar da melhor forma cada cantinho dos cômodos. Logo, saber de que forma juntar quarto e sala, usar as paredes para pendurar quadros e outros elementos decorativos, aplicar pequenas divisórias e escolher a luz ideal para deixar os quartos mais aconchegantes são alguns dos vários pontos que um designer de interiores tira de letra e que podem ser aquela mão na roda para quem tem que resolver tudo sozinho.

Pisos mais fáceis de limpar e móveis com gavetas extras também devem ser bem escolhidos, já pensando na hora de arrumar e fazer aquela faxina no fim de semana. E essa tarefa de escolher os móveis fica ainda mais complicada quando tratamos de um lugar com crianças pequenas.

Tranquilidade para pais e mães

A chegada dos filhos faz redobrar a atenção com os pequenos detalhes. Pontas e quinas devem estar sempre protegidas e certos objetos feitos de materiais cortantes podem ser substituídos por outros de plástico. Para os pais que moram em apartamentos, a atenção com as janelas deve ser especial, é fundamental instalar grades e telas resistentes o mais cedo possível.

Além disso, considere também a durabilidade da decoração, afinal, seu filho crescerá bastante nos próximos anos e por isso, seu quarto deve acompanhar essa mudança.

Deixando nas mãos de um designer de interiores, problemas como a necessidade da variação de altura de um móvel e até a construção de um ambiente que promova a criatividade serão facilmente resolvidos.

Qual a diferença entre o decorador e um designer de interiores?

Decorador é o profissional que você deve contratar quando quiser repaginar um ambiente. Ele te ajudará na escolha de acessórios como vasos, quadros, uma capa nova para o seu sofá, almofadas etc.

Agora, se a sua intenção é elaborar um espaço, considerando ergonomia, acústica, térmica e luminotécnica, deve contratar um designer de interiores, que também finaliza o trabalho fazendo as vezes do decorador. Digamos que, optando por esse profissional, você encontra um serviço mais completo, capaz de captar suas reais necessidades e solucioná-las.

Diferente do decorador, o designer de interiores tem a habilidade de fazer uma releitura do layout, ampliando ou reduzindo espaços, reorganizando efeitos cênicos e aplicando tendências e novidades técnicas.