Previdência privada: 6 motivos para começar a investir hoje

Você já pensou em ter um plano de previdência privada? Pessoas de todas as idades e em fases diferentes da vida podem ter um plano para manter a estabilidade financeira desejada no futuro ou, até mesmo, a realização de projetos de vida. Existem, por exemplo, planos de previdência infantil, que visam garantir o futuro educacional ou profissional dos filhos.

Portanto, se ainda não pensou nisso, após ler este post você com certeza enxergará ótimos motivos que fazem da previdência privada uma forma inteligente de investir seu dinheiro. Confira, a seguir, os benefícios de cada modalidade!

6 motivos para investir na previdência privada

As contribuições à previdência privada já somam R$11 bilhões de reais. Hoje essa é uma possibilidade considerada por muitas pessoas que desejam um futuro mais seguro e tranquilo financeiramente. A seguir, você confere por que isso acontece e vem se tornando cada vez mais comum.

  1. Complemento à aposentadoria do INSS

Atualmente, o teto previdenciário é de R$ 5.839,45. Ainda que o valor desse teto aumente ao longo dos anos, ele permanecerá limitado e inferior à expectativa de muitas pessoas. Logo, quem deseja receber uma aposentadoria superior ao teto vigente, deverá obrigatoriamente dispor de outra fonte de renda, como a previdência privada. Com pequenas contribuições regulares é possível, no longo prazo, construir um bom patrimônio no futuro.

  1. Benefícios fiscais

A fim de incentivar que mais pessoas invistam em previdência privada, o governo concede benefícios fiscais. Ao escolher a tabela de cálculo regressiva como regime de tributação, por exemplo, quanto mais tempo o capital permanece investido, menos impostos incidem sobre cada valor aplicado.

Além disso, nos planos PGBL, o cliente que faz a declaração completa do IR pode deduzir os valores aplicados no plano de previdência em até 12% da sua renda anual tributável. No plano VGBL, os impostos incidem apenas sobre os rendimentos, e não sobre todo o capital.

E não para por aí. Os planos de previdência são tributados apenas no resgate ou no recebimento da renda.  Não existe o chamado “come-cotas”, como em outros investimentos. E, por conta disso, o dinheiro aplicado rende de forma contínua, sem tributação, o que pode gerar um ganho significativo no resultado final do investimento.

  1. Diversificação de investimentos em busca de melhor rentabilidade

Quem ainda não tem experiência em aplicar o próprio dinheiro encontra nos planos de previdência privada a oportunidade de diversificar suas aplicações com o objetivo de obter melhor desempenho. É importante, porém, que os investimentos sejam conduzidos por quem entende do assunto.

A Resolução nº 4.444 do Conselho Monetário Nacional, emitida em 2015, destaca (art. 13) as seguintes condições para a diversificação de investimentos em previdência privada:

  • até 100% em renda fixa;
  • até 70% em renda variável;
  • até 20% na modalidade de imóveis;
  • até 10% em investimentos sujeitos à variação cambial;
  • até 20% para outros investimentos.
  1. Forte incentivo à disciplina financeira

Os investidores da previdência privada se destacam por proteger seu capital por meio de aplicações regulares por um longo período, o que reduz o risco pois sempre haverá tempo para recuperar possíveis perdas nas instabilidades momentâneas do mercado financeiro.

  1. Ideal para a realização de projetos de vida

Além de ser um instrumento eficaz para complementar a aposentadoria paga pelo INSS, a previdência privada pode viabilizar projetos de vida como fazer um intercâmbio, abrir o próprio negócio, pagar os estudos dos filhos e assim por diante. Quanto mais cedo começar, maior o valor da reserva lá na frente, e com menos esforço.

  1. Tranquilidade do planejamento sucessório

O termo planejamento sucessório pode soar desconhecido a quem está pouco familiarizado com o assunto da previdência privada. Em poucas palavras, fazer planejamento sucessório é criar uma estratégia eficaz para a transferência do patrimônio para os herdeiros ou outras pessoas indicadas, após a morte. Nesse sentido, a previdência privada é uma estratégia acertada pois  permite que a pessoa escolha para quem quer deixar seu patrimônio e o dinheiro não entra em inventário, sedo disponibilizado rapidamente aos herdeiros.

_____

5 motivos para investir na previdência infantil

Pode parecer estranho falar de previdência privada para menores de idade, uma vez que o assunto está fortemente relacionado à aposentadoria. No entanto, o investimento em questão nada mais é do que aplicações de longo prazo que garantem a segurança financeira de seu filho no futuro. Veja agora os principais motivos em apostar nesse tipo de plano.

  1. Incentiva o filho a poupar desde cedo

educação financeira deve começar cedo e esse é um tema vital na formação dos seus filhos. No Brasil, não temos muito incentivo em relação a isso e as consequências são refletidas em dados alarmantes — mais de 63% das famílias brasileiras estão endividadas.

Desse modo, o plano de previdência privada infantil é um exemplo a ser mostrado às crianças. Assim, você educa seus filhos sobre a importância de pensar em longo prazo, de poupar dinheiro, de se planejar para alcançar grandes objetivos e para não sofrer com imprevistos futuros.

  1. Maior potencial de acumulação de capital

A grande vantagem da previdência privada é a sua combinação de prazo e juros. Logo, quanto mais cedo você começar a guardar, mais capital acumulado terá no futuro do seu filho, uma vez que os juros compostos incidirão sobre uma linha de tempo muito maior.

A ideia, então, é começar cedo, com um investimento inicial que pode ser pequeno, mas que permitirá aos seus filhos chegarem à vida adulta com um patrimônio considerável. Assim que a criança já tiver seu próprio CPF, você já pode contratar o plano e começar a investir.

  1. Independência financeira

É comum pensarmos na educação inicial das crianças, em seu bem-estar e em sua saúde. Todavia, nem todos os pais enxergam longe e refletem sobre a vida adulta e a segurança financeira dos filhos. Ao contratar um plano de previdência privada infantil, você dá ao seu filho a chance de começar uma faculdade, comprar seu primeiro carro, investir em sua carreira, adquirir um imóvel, fazer um intercâmbio e o que mais for necessário para que ele tenha sucesso pessoal e profissional.

  1. Liberdade para o filho escolher como e quando receber os valores

Geralmente, o resgate do valor do investimento é feito a partir de 18 anos de idade. Cada plano terá suas regras e especificidades, que devem ser consultadas. Como a previdência privada é bastante flexível, seu filho adulto terá autonomia para conduzir os rumos da aplicação: recebendo uma renda temporária, como no caso da aposentadoria, ou até mesmo fazendo um resgate total do valor aplicado para a realização de um sonho.

  1. Gestão profissional

Como nem todo mundo tem conhecimento vasto de mercado, na previdência privada você conta com um time de especialistas no assunto, operando a favor do patrimônio do seu filho e auxiliando na gestão do seu capital.

Por tudo isso, se você quer se preparar para ter estabilidade financeira no futuro, a previdência privada é o investimento mais acertado.

Como você imagina seu futuro? Comece, agora, a investir em um amanhã mais tranquilo com o Porto Seguro Previdência. Faça já uma simulação!