A importância do planejamento financeiro para a sua vida

A maneira como lidamos com nosso dinheiro é fator determinante para a nossa qualidade de vida. O uso adequado dos nossos recursos pode nos proporcionar equilíbrio nas demais áreas, evitando até mesmo conflitos pessoais que, muitas vezes, são ocasionados pelas crises financeiras.

Normalmente, quem gasta além do que ganha agirá da mesma forma se passar a ganhar o triplo do que ganha. Em função disso, temos que frear nosso consumo, rever nossos gastos e planejar nossas finanças para que a nossa qualidade de vida melhore.

Nesse post, vamos mostrar como o planejamento financeiro poderá ser um fator que tornará sua vida mais agradável, em todos os aspectos. Confira!

Elimine as surpresas desagradáveis no final do mês

Quando passamos a controlar nossas finanças, temos na ponta do lápis todos os nossos rendimentos e todos os nossos gastos. Dessa maneira, é possível adequar nosso orçamento de acordo com a nossa realidade.

A grande maioria das pessoas se acostumou a gastar todo o seu dinheiro antes mesmo que ele chegue ao seu bolso. O uso de crédito e do limite de cheque especial nos dá a falsa impressão de que temos uma renda extra, além do nosso salário. Para evitar problemas e endividamentos por causa disso, tente gastar seu salário somente depois de recebê-lo, lembrando-se de que ele deverá ser suficiente até o próximo pagamento.

Saia do vermelho

Um dos grandes vilões da economia familiar são os juros. Existem pessoas que fariam tudo para ficarem livres das taxas do seu banco. E muitas delas acabam buscando uma solução bem convencional, mas que não resolve nada: saem de um banco e transferem a dívida para outro.

Ao realizar o planejamento financeiro, no entanto, é possível dizer adeus aos juros bancários. Vale lembrar que, até a algum tempo, não existia a conta corrente, e quando as pessoas iam ao banco era para abrir uma conta poupança, hábito que nós perdemos.

Aumente suas economias

É possível juntar dinheiro nos dias de hoje? É claro que sim. Planeje suas finanças, identifique os gargalos e corte as despesas desnecessárias. Dessa forma, sobrará dinheiro para poupar ou investir.

Identificando os gastos supérfluos, mas significativos no seu orçamento, é possível eliminá-los e até revertê-los em mais renda. É o caso, por exemplo, de quando se tem um carro grande e caro demais para as suas necessidades. Nesse caso, seria possível vender o veículo, adquirir um automóvel menor e mais adequado ao que você precisa e, assim, ficar com o valor da diferença.

Compre com sabedoria

A educação financeira poderia ser matéria obrigatória nas escolas. Como ainda não é, cabe a nós ensinar nossos filhos a gastar com sabedoria. Desde criança, somos impulsionados a gastar nosso dinheiro todo de uma só vez, sem pensar no dia de amanhã. O planejamento faz com que haja uma previsão de gastos dentro de um determinado período de tempo, de maneira a saber quanto podemos gastar por dia ou por semana.

Não deixamos de adquirir bens, como algumas pessoas imaginam, mas passamos a considerar a real necessidade de qualquer artigo e como aquele bem poderá interferir nas contas da casa.

E você, já realiza o planejamento financeiro no seu dia a dia?

Como investir

Você sabia que fazer uma previdência privada é uma forma de investir seu dinheiro?

Faça uma simulação »