Os 5 principais mitos sobre investimentos

Quando se fala em investimento, a primeira coisa que passa pela mente de muitas pessoas são números, taxas e operações complicadas envolvendo a Bolsa de Valores e ações de empresas multinacionais. Embora esse cenário não seja totalmente verídico, para quem não está familiarizado com esse universo, muitos mitos podem parecer verdadeiros, gerando insegurança na hora de investir.

Que tal desvendar de uma vez por todas os mistérios que envolvem o mundo dos investimentos?

1. A caderneta de poupança é um investimento que não oferece nenhum risco

Todo investimento tem um risco, e no caso da caderneta de poupança, o que pode acontecer é a inflação subir demais, negativando os rendimentos e, consequentemente, fazendo com que você perca seu dinheiro.

2. Imóvel é um investimento totalmente seguro, que só tem a se valorizar com o tempo

Claro que a ideia inicial é de que os imóveis valorizem-se com o tempo, afinal, a urbanização ajuda — e muito — nisso. Mas é preciso levar em conta que se trata de um ativo de preço cíclico, ou seja: o preço dos imóveis sofre altas e quedas.

No Brasil, todo ano acontece esse ciclo de variação dos preços: o que mascara um pouco esse ciclo é a “ilusão monetária”. Em todo caso, dizer que o valor dos imóveis tem ascensão contínua é falso. Lembre-se: é preciso também pagar uma série de impostos. Além disso, há o custo de manutenção, se ele não estiver alugado. Hoje, um aluguel equivale de 0,7% a 0,5% do valor do imóvel, similar ao rendimento de aplicações conservadoras.

3. Os melhores gestores de fundos cobram caro

Na realidade, esses custos não dependem do desempenho do fundo ou da gestora. Estão relacionados com à estrutura da instituição, serviço e até com o tipo de atendimento ao cliente.

4. Especuladores são vilões

Os especuladores são necessários para aumentar a liquidez e trazer mais negócios ao mercado financeiro, permitindo aos outros participantes entrar e sair com mais facilidade de suas posições. Isso significa comprar e vender, aplicar e resgatar de forma mais fácil.

5. Investir em títulos de renda fixa é absolutamente seguro.

É muito comum ver os investidores mais conservadores investirem apenas em títulos de renda fixa sob pretexto de que não há riscos nesse investimento. Mas esse é mais um dos mitos. Quem investe em títulos de renda fixa precisa estar ciente de três riscos:

  • Crédito: o risco é de o emissor do título não fazer o pagamento posteriormente.

  • Mercado: a oscilação do preço dos títulos.

  • Liquidez: o tempo para converter os títulos em dinheiro.

Precisa tirar mais dúvidas sobre investimentos? Entre em contato com nossos consultores.