5 dicas para programar a aposentadoria

Imagem

Aproveitar a terceira idade com tranquilidade e estabilidade financeira, para pagar as suas contas do mês é o sonho de muita gente. Mas para conseguir uma boa aposentadoria e curtir essa fase da vida, é preciso se programar com antecedência.

Você já começou a pensar nessa questão? Veja estas 5 dicas para programar a sua aposentadoria!

1- Defina o seu objetivo

Qualquer tipo de planejamento começa a partir de um objetivo. Com a aposentadoria não é diferente!

O primeiro passo é definir aonde quer chegar. Defina quando você pretende se aposentar, de preferência com tempo hábil para que o seu esforço para acumular o recurso, que será usado na aposentadoria, não seja muito grande.

Não faça nada por impulso, pois se aposentar repentinamente, certamente lhe trará problemas financeiros no futuro. Ao definir quando atingir o seu objetivo você terá uma motivação a mais para trabalhar produtivamente. Quanto antes e mais você investir, maior será o valor recebido mensalmente, em sua aposentadoria.

2- Saiba com quais receitas contar

Para programar uma aposentadoria tranquila, saiba com quais receitas você poderá contar. A previdência social é um regime compulsório, ou seja, todo trabalhador contribui para este regime, que é administrado pelo Instituto Nacional de Seguro Social, o INSS. O valor pode variar conforme a contribuição feita no decorrer dos anos, limitado a um teto (valor máximo de recebimento). Além disso, o início da aposentadoria depende da idade e tempo de contribuição.

Por esse motivo, é preciso contar com outras fontes de renda como um plano de previdência corporativo ou individual. Neste plano, é você quem escolhe o valor e a periodicidade da contribuição, além de decidir quando será feito o resgate, desde que seja dentro do prazo de carência mínimo.

Saiba qual a modalidade é mais indicada para você:

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

Esse plano é para quem declara o Imposto de Renda no modelo completo, pois todas as contribuições realizadas no plano podem ser deduzidas da base de cálculo do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta anual. No PGBL o imposto a ser cobrado, no momento do resgate, será sobre o valor total.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)

Esse plano de previdência privada é ideal para quem declara Imposto de Renda no formulário simplificado ou para quem excedeu o limite de dedução do Imposto de Renda (12% da renda bruta anual) com contribuições no PGBL. Nesta modalidade, o valor do imposto a ser cobrado, no momento do resgate, será sobre o rendimento do plano.

3- Faça estimativas

Para se programar adequadamente, faça estimativas do quanto  você precisará para  manter o seu padrão de vida. Nesse levantamento, conte com despesas como moradia, alimentação, saúde e lazer. Você pode incluir outros gastos que terá, de acordo com o estilo de vida que pretende ter na aposentadoria.

Com uma estimativa de gastos estipulada, você saberá quanto deve ser a sua renda quando se aposentar.

Atenção: é comum os gastos de aposentados caírem em até 20%, porém isso não é uma regra, levando em consideração que alguns custos  diminuem enquanto outros aumentam. O importante é manter sempre em foco quais os projetos de vida que pretende realizar, como viagens, além dos gastos fixos que terá para se manter.

4- Planeje a sua poupança

A renda total da sua aposentadoria pode não ser suficiente para garantir o padrão de vida que você pretende ter, nestes casos, poupar pode ser uma alternativa para conquistar o patrimônio adequado.

Caso esteja abaixo, será preciso poupar dinheiro para manter o seu padrão de vida. Para isso, calcule o quanto falta para atingir a sua meta e comece a guardar dinheiro.

Estipule quais investimentos são os mais indicados para juntar o dinheiro necessário, mas  leve  em consideração pontos importantes, como a inflação.

Definidos e analisados todos esses pontos, é hora de colocar o plano em ação. Elabore uma boa estratégia de poupança e respeite os prazos e valores, afinal, você está guardando para o seu próprio bem. Certifique-se de que você conseguirá alcançar os objetivos estipulados dentro do prazo.

5- Reveja sua estratégia

O planejamento financeiro precisa ser revisto após um tempo e verificado se está dentro do planejado. Analise se você está alcançando suas metas, caso a resposta da análise seja negativa, você precisa ajustar o seu plano.

Está com dificuldades para poupar?

Se isso acontecer com você durante o seu plano, poupe mais, sempre que puder. Ou seja, se em determinado mês você receber uma quantia extra, guarde uma parte para compensar os períodos difíceis.

Em alguns casos, quando existem problemas no planejamento da aposentadoria, é preciso adiar o tão sonhado momento. Para que isso não aconteça, se atente as dicas dadas e avalie se não é mais vantajoso diminuir o padrão de vida de sua aposentadoria ou o seu modelo de vida atual. Desta forma, talvez não seja necessário adiar a aposentadoria.

Mas em todo caso, analise toda a situação e veja qual é o melhor plano para você conquistar seus sonhos e objetivos.

Lembre-se, quanto mais cedo começar, mais conseguirá poupar e menor será o esforço para atingir sua meta no futuro. Afinal, o planejamento financeiro é essencial para a sua vida.

Quer saber como fazer um planejamento adequado? Clique aqui e descubra!

Como você imagina o seu futuro?

Comece agora a construir um futuro tranquilo para você!
Simule um plano de previdência »