Vale a pena ter um carro por assinatura?

Conheça o Carro Fácil, um serviço Porto para você economizar

Ter um veículo pode ser o sonho e a necessidade de muita gente. Mas, antes, é preciso se lembrar de que  existe uma série de gastos envolvidos que podem dificultar a manutenção desse sonho. Por isso, é preciso avaliar bem quando essa compra vale a pena. Preparamos algumas dicas para você saber direitinho como identificar essa necessidade.

Quem viaja muito, por exemplo, usa mais o carro do que quem mora perto de um metrô ou tem fácil acesso ao transporte público. Quem mora longe de grandes centros também pode acabar precisando mais de um veículo. 

Neste artigo, preparamos dicas para você entender se um carro é ou não um bom negócio e também apresentamos o Carro Fácil, o carro por assinatura da Porto. Vamos nessa?

Quais itens avaliar para saber se um carro vale a pena?

1. Forma de contratação 

Essa é a primeira coisa que você precisa avaliar para entender qual modalidade se encaixa melhor no seu perfil. Ao assinar um veículo, por exemplo, você pode investir o dinheiro que seria destinado para a compra do bem, além de economizar com despesas como o IPVA, por exemplo. Existem, ainda, as opções de financiamento e consórcio, cada uma com custos e benefícios específicos. Você pode saber mais sobre elas clicando aqui.

2. Depreciação

Ao contrário de alguns bens, como imóveis, a depreciação é a grande vilã dos carros, principalmente, quando ele é zero km. Via de regra, um carro só ganha valor com o tempo quando é considerado raridade e se torna item de desejo para colecionadores. Em todos os outros casos, o valor será perdido. É o famoso: “saiu da concessionária já perdeu o valor”. A Receita Federal prevê uma desvalorização de 20% do valor do veículo a cada ano. Muito, né?

3. Impostos e taxas

Antes de adquirir um carro lembre-se de que você vai precisar pagar IPVA (Imposto sobre a propriedade de veículos automotores), que vai de 1% a 4% do valor do veículo, dependendo das regras aplicadas; o licenciamento (imposto recolhido pelo Detran, que permite que o carro trafegue livremente);  e o seguro DPVAT (ele cobre toda vítima de um acidente de trânsito, seja ela motorista, pedestre ou passageiro). São valores pagos anualmente. 

4. Manutenções

Se você vai utilizar um veículo, ele precisará de manutenções regulares. Troca de óleo, troca do filtro de combustível, filtro de ar, troca das pastilhas e lonas de freio, alinhamento e balanceamento dos pneus, troca dos pneus e até mesmo a lavagem são fatores que devem ser levados em conta nesse momento. Inclusive, quem utiliza muito o veículo, deve se preparar para trocar os pneus (após 35 mil km rodados) e fazer manutenção dos freios (após 10 mil km rodados).

5. Gastos inesperados

Se pensarmos na manutenção, para além da preventiva, que abordamos acima, às vezes é preciso realizar a manutenção corretiva quando algo apresenta mau funcionamento. Além disso, outros imprevistos podem acontecer como um acidente que, além de pesar no bolso, atrapalha a sua rotina. Com o Carro Fácil, se o seu veículo precisar ficar na oficina por mais de um dia, você pode solicitar o Carro Reserva, que funciona de forma ilimitada, 24h por dia.

6. Seguro

O seguro também pode representar uma fatia grande do orçamento de quem pretende comprar um carro. Portanto, se você economizou a vida inteira para comprar um carro mais caro, saiba que o seguro também será mais alto e isso vai impactar no orçamento. Por mais caro que o seguro possa ser, é extremamente importante que seja feito, porque vai livrar o proprietário de muita dor de cabeça, caso qualquer incidente aconteça. 

E quando não vale a pena manter um carro, mas eu preciso dele?

Se você procura algum carro para ter como hobby, pode ser que os gastos não importem tanto. Agora, para quem precisa do carro, mas não quer ter que se preocupar com tudo isso que a gente já abordou, existe a opção do carro por assinatura.

Com esse modelo de negócio, o motorista não tem que se preocupar com os gastos rotineiros e pode ter um carro novinho na garagem a cada novo contrato. O Carro Fácil tem vários modelos e o usuário paga uma mensalidade para utilizá-lo por 12, 18 ou 24 meses. Ao final do contrato, pode renovar com um novo modelo de veículo, 0km. Todos os custos com seguro, manutenções preventivas, licenciamento, IPVA e seguro DPVAT não ficam a cargo do motorista.

Confira uma comparação de valores: usar as simulações de preços para SUV, Compacto e Sedan https://www.portosegurocarrofacil.com.br/vantagens 

Agora que você já fez as contas e viu se vale ou não a pena ter um veículo, selecionamos algumas dúvidas bem comuns que podem surgir durante a aquisição do Carro Fácil, o carro por assinatura da Porto. Respondemos todas elas para você. Confira!

Como funciona a contratação?

A contratação acontece de forma completamente digital e com poucos cliques. Basta acessar o site, escolher o veículo e preencher a ficha cadastral. O processo também pode ser realizado através do aplicativo Carro Fácil. Em seguida, seus dados passarão por uma análise de crédito e você receberá o retorno em até 2 dias úteis. Caso você fique em dúvida sobre as opções disponíveis, o consultor Carro Fácil oferece todo o suporte necessário para encontrar o veículo e o plano que mais combina com o seu perfil.

O que acontece em caso de multa?

Todas as multas por infrações de trânsito aplicadas ao veículo serão repassadas a você ou aos condutores adicionais, com penalização direta na carteira de habilitação. Quanto à dívida, o Porto Seguro Carro Fácil cobrará apenas uma taxa de administração de 20%, de acordo com o valor da multa emitida. 

Você receberá um e-mail com a notificação, o valor efetivo a ser pago e um formulário de indicação do real infrator. Para isso, envie uma procuração à locadora para que ela possa indicá-lo nas notificações de trânsito. 

Os pagamentos referentes às infrações de trânsito e taxas administrativas serão repassados para o seu cartão de crédito, conforme alinhado no contrato de locação do veículo.

E se o carro for apreendido?

Em caso de apreensão do veículo, entre em contato com a Central de Relacionamento Porto Seguro Carro Fácil para informar o ocorrido, identificar o local de apreensão e o suposto motivo. Nossos canais de atendimento são:

E-mail: relacionamento.carrofacil@portoseguro.com.br

Capitais e regiões metropolitanas: (11) 3366-3848

Demais cidades: 0800 727 7310

Onde consigo retirar o veículo?

O veículo poderá ser retirado nas concessionárias parceiras ou na sede da Porto Seguro. Para isso, serão agendados o local e a data de entrega do automóvel.

Posso renovar o contrato e ficar com o mesmo carro?

Sim! A opção de continuar com o mesmo automóvel é oferecida durante a renovação do seu contrato.

Como funciona a manutenção com o Carro Fácil? 

Todo cliente tem direito a manutenção e seguro da Porto Seguro 24 horas. É só solicitar o serviço pelo site ou aplicativo e fazer o agendamento que buscamos o carro na sua casa ou no seu trabalho e entregamos no mesmo local assim que a manutenção for concluída. O valor já está incluso na assinatura do Carro Fácil e você não precisa pagar a mais por isso.

Como funciona o ConectCar no Carro Fácil?

Todos os veículos já vêm com o ConectCar instalado e a mensalidade é por nossa conta! Você paga apenas quando usar em pedágios e estacionamentos. Nesse caso, o valor será adicionado à sua assinatura e você pode consultar o extrato a qualquer momento através do aplicado do Carro Fácil.

Os carros são zero ou usados?

Todos os carros são zero quilômetro, comprados exclusivamente para os nossos clientes.

Loja de serviços do Porto Seguro Carro Fácil? O que é isso? Posso colocar acessórios no carro pela loja? 

A loja de serviços é uma área onde é possível adquirir produtos e serviços para você e seu carro. Sob consulta e aprovação da locadora, é permitido que sejam instalados acessórios diretamente da loja. 

Gostou da ideia de ter um carro por assinatura?

Conheça todos os modelos e assine o seu novo carro.

Faça a simulação do seu Carro Fácil »