Pedestre no trânsito: como contribuir para que ele seja melhor

O trânsito é composto pelos carros, ônibus, motocicletas e também pelos pedestres. Todos esses participantes precisam se preocupar uns com os outros: o motorista do carro precisa dar seta antes de fazer uma conversão, o motociclista não deve “costurar” no trânsito, e o motorista de ônibus precisa dirigir com tranquilidade. Mas, não são só eles que precisam prestar atenção ao trânsito. Os pedestres também precisam fazer sua parte. De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), é muito alto o número de pedestres que atravessam a rua sem olhar para os dois lados, por estarem distraídos ou mexendo no celular, assim como também é alto o número dos que atravessam fora da faixa. A seguir, veremos algumas dicas importantes para que os pedestres possam garantir um convívio pacífico no trânsito. Confira!

Tenha atenção ao se deslocar

É preciso que o pedestre seja bastante atencioso ao se deslocar no trânsito. O ideal é sempre olhar para os dois lados antes de atravessar a rua, e atravessar sempre na faixa. Outra atitude importante é evitar o uso do celular enquanto cruza a rua. Se estiver usando fone de ouvido, é preciso redobrar a atenção.

Ao caminhar pelas calçadas, procure ficar o mais longe possível do meio-fio. Se estiver com crianças, deixe que elas fiquem sempre do lado oposto à pista e segure firme em suas mãos.

Tome cuidado ao descer de veículos

Para descer de um carro, o ideal é que você não o faça no meio da rua, mesmo se o sinal estiver fechado e você sentir que dá tempo. Peça ao motorista que encoste o veículo para que você possa desembarcar com segurança. Verifique pelo retrovisor se não há nenhum outro carro ou moto vindo em sua direção, e só depois abra a porta. Não desça de ônibus em movimento, espere que ele pare completamente. É o mais coerente e seguro a se fazer.

Tenha consciência coletiva

É importante desenvolver a consciência coletiva. Todos precisam ser conscientes de que precisam fazer a sua parte para garantir a segurança no trânsito, o que fará despertar a responsabilidade de todos. Essa atitude pode contribuir para a diminuição dos números alarmantes de acidentes. Um trânsito mais seguro é bom para todos.