Afinal, o que fazer em caso de sinistro? Entenda aqui!

Afinal, o que fazer em caso de sinistro? Entenda aqui!

Apesar de todos os cuidados, quem dirige está sujeito a bater o carro ou sofrer um acidente. Justamente por isso, precisamos estar assegurados e saber o que fazer em caso de sinistro.

Em linhas gerais, os sinistros são acidentes que podem danificar um bem segurado. Ou seja, se você fez o seguro do seu automóvel e acaba batendo o carro, o conserto será pago pela seguradora conforme termos estabelecidos de forma contratual.

Essa informação você já tem, afinal, contratou o seguro para carro. No entanto, e se você ainda não tem, ou não sabe exatamente o que deve fazer nessas situações? Não se preocupe, pois separamos as principais orientações, usando o passo a passo da Porto Seguro. Continue a leitura e fique por dentro!

Já que aconteceu, mantenha a calma

O que fazer em caso de sinistro começa nos primeiros segundos após a batida: manter a calma. Infelizmente, não há como voltar no tempo e evitar o acidente. Por isso, o melhor a se fazer é respirar fundo, mesmo porque o nervosismo pode atrapalhar os próximos passos.

Você não precisa sair do carro assim que a batida aconteceu. Reserve uns minutinhos para fazer um exercício de respiração antes, puxando o ar pelas narinas e soltando pela boca lentamente. Isso vai ajudar a acalmar os ânimos e baixar a adrenalina.

Se você bateu, tire o carro da rua

Se ninguém se feriu nos acidentes, e os veículos podem se movimentar, eles devem ser tirados da rua imediatamente. Do contrário, passam a obstruir o tráfego e comprometer a segurança dos próximos veículos que vão passar pelo local. Por isso, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina multas nessa situação.

No entanto, se o negócio não foi tão simples, é necessário entrar em contato com a seguradora para que o carro seja guinchado. Não se esqueça de usar o triângulo a uma distância de 30 metros e ligar o pisca-alerta a fim de evitar novos acidentes. Para acionar o seguro e fazer a solicitação do guincho, é preciso ligar para a seguradora e se identificar por meio do número do RG, do CPF ou da apólice.

Junte o máximo de evidências possível. Tire fotos, pegue os dados dos envolvidos. Tudo isso ajudará a Porto Seguro na hora da avaliação do caso.

Por isso, guarde o comprovante de todos os documentos do incidente e do local em que ocorreu — caso tenha problemas no asfalto, por exemplo. 

Para que você seja indenizado, anote os dados e faça os registros necessários

Para viabilizar o ressarcimento, o sinistro passa por uma análise. Dito isso, os documentos necessários para abrir o processo são os seguintes.

Documentos Gerais

  • cópia da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), RG e CPF do condutor;
  • cópia do boletim de ocorrência da Polícia Civil;
  • cópia do comprovante de residência;
  • cópia do prontuário médico do condutor do veículo segurado — em caso de atendimento.

Veículos que passaram por perda total e não estão quitados devem, ainda, providenciar uma cópia da última parcela paga à financeira e a baixa do gravame, pois a indenização permite substituir o bem financiado ou quitar o débito.

Veja o que diz a página de sinistros da Porto Seguro:

“Você poderá consegui-la por meio de negociação direta com a financeira, fazendo a quitação do débito com recursos do próprio segurado, ou com a substituição do bem financiado. Dessa forma, após a baixa do gravame, a indenização é creditada na conta-corrente do segurado.

Você também poderá utilizar a indenização para o pagamento do débito junto à financeira, solicitando a carta de saldo devedor ou boleto bancário com vencimento no prazo mínimo de 5 dias úteis e apresentá-lo a Porto Seguro. Dessa forma, a seguradora utilizará o valor da indenização para o pagamento do débito junto à financeira.

Para veículos financiados através de leasing, quando o saldo devedor for maior do que o valor da indenização, o segurado deve negociar a quitação diretamente com a financeira e a assinatura do DUT (Documento Único de Transferência) deve ser realizada pela financeira, uma vez que ela é proprietária do veículo.

Para veículos financiados através de consórcio, a baixa do gravame é liberada somente após a primeira assembleia após a quitação do débito.”

Registro do ocorrido

O boletim de ocorrência é um dos documentos imprescindíveis para que a seguradora possa viabilizar a indenização.

Acidentes sem vítimas podem ser registrados posteriormente e pela internet, caso a cidade tenha uma delegacia virtual e o documento tenha a mesma validade que os registros presenciais, no caso de vias urbanas.

Entretanto, se o problema ocorreu em uma rodovia federal, é necessário acionar a Polícia Rodoviária Federal. Nas rodovias estaduais, o procedimento deve ser feito pela Polícia Militar.

Para que não ocorra nenhum problema durante o processo, é recomendado sempre acionar as autoridades no momento do acidente, tudo bem?

A Porto Seguro vai ajudar você, basta entrar em contato

A Porto Seguro viabiliza o aviso de sinistro em vários canais:

Canais digitais

Mesmo após respirar fundo, o nervosismo e a adrenalina podem dificultar a comunicação. Por isso, utilizar os canais digitais é a forma mais simples e rápida de acionar o sinistro e receber assistência.

Basta acessar o site, clicar em “Avisar um Sinistro” e seguir as telas. Ou pelo aplicativo, na opção “Abertura de Sinistro”.

O carro precisa ser vistoriado, providencie

Antes de receber a indenização, o carro deve passar por uma vistoria obrigatória. Nela, os profissionais vão identificar os problemas, verificar o que deve ser feito, se há conserto ou não e emitir o laudo.

Neste momento, é preciso contatar as oficinas credenciadas pela Porto Seguro. Não se preocupe, elas estão indicadas em nossos canais de contato, e a seguradora está disponível para atendimentos e orientações em tempo integral. Não hesite em buscar ajuda!

O sinistro foi finalizado, você será indenizado

Você chegou ao final do seu processo! Após seguir todos os passos listados neste material, acompanhe o andamento do processo no site da Porto Seguro.

Assim que for finalizado, você será notificado, e o dinheiro será depositado na conta indicada. Certifique-se de ter preenchido todos os dados corretamente e, em caso de dúvidas, entre em contato com a Porto Seguro!

Pronto! Agora você sabe o que fazer em caso de sinistro. Mesmo assim, continue dirigindo de forma consciente e responsável para diminuir os riscos de passar por essa situação.

Com o carro assegurado você dirige ainda mais tranquilo. Entre em contato com a Porto Seguro e faça uma cotação!