8 dicas para evitar colisões e acidentes no trânsito

8 dicas para evitar colisões e acidentes no trânsito

As colisões e os acidentes no trânsito são problemas graves que podem ter várias consequências: desde custos com consertos até a morte. Ter um seguro auto ajuda a garantir mais tranquilidade nessa hora, principalmente em relação às despesas, mas saber como evitar essas ocorrências é fundamental.

Para isso é preciso conhecer as leis de trânsito e tomar algumas atitudes preventivas. São pontos básicos, mas que podem fazer a diferença na hora de realizar uma viagem ou mesmo no deslocamento do dia a dia.

Neste texto, mostraremos 8 dicas para evitar essas ocorrências tão perigosas. Confira!

1. Obedeça à distância segura

Nossa primeira dica para evitar colisões e acidentes no trânsito é sempre respeitar a distância segura em relação aos veículos próximos. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) fala sobre o assunto no seu artigo 192. Segundo ele, é infração grave quando o motorista deixa de guardar distância de segurança lateral e frontal entre o veículo e os demais.

Apesar disso, o CTB não é explícito em relação a essa distância, por isso aqui vale o bom-senso. Segundo especialistas, em velocidades baixas — de até 60 km/h — o ideal é manter um distanciamento de cerca de 3 carros com o veículo da frente. Quanto mais alta a velocidade, maior deve ser essa distância.

Aqui é fundamental ficar atento aos dias chuvosos. Neles, a frenagem fica comprometida e o tempo para parar completamente o veículo é maior. Então, para evitar colisões traseiras e acidentes graves, sempre tenha atenção a esse distanciamento.

2. Utilize setas e pisca alerta

Outra dica muito importante é fazer o uso correto de setas e pisca alerta, avisando que você fará uma conversão ou está com algum problema momentâneo. Sempre que for virar em uma esquina, mudar de faixa ou fazer outra sinalização, ligue a seta correspondente, momentos antes, para avisar os outros motoristas.

Assim, eles podem diminuir a velocidade e manter a distância de segurança, evitando colisões. Como você deve reduzir para fazer a curva, eles já estarão preparados para isso. Sem a seta os outros motoristas serão surpreendidos com a sua manobra, o que pode causar acidentes.

Aqui é fundamental ficar atento ao uso do pisca alerta: ele não é um salvo-conduto para fazer o que quiser. Muitas pessoas utilizam esse dispositivo com a intenção de amenizar infrações de trânsito, como parar em locais proibidos. Entretanto, essa não é a função do pisca alerta e você pode causar acidentes com tal conduta.

3. Respeite as faixas horizontais

As faixas horizontais são aquelas pintadas na pista ou em locais de estacionamento para demonstrar informações importantes. Se ela é branca, a via é de sentido único. Já as amarelas mostram estradas de duas mãos.

Elas também podem ser contínuas: no caso das amarelas, demonstram que não é possível cruzar a outra pista nem para fazer ultrapassagens. As tracejadas, por sua vez, mostram que, dentro de condições seguras, é autorizada a mudança de faixa.

Importante lembrar que todas as sinalizações nas vias (obras, buracos, curvas…), são pontos chaves para a sua segurança, sempre que visualizar alguma placa informativa, reduza a velocidade, fica atento e mantenha a direção segura. Sempre esteja atento, sabemos que nem sempre as sinalizações estão em dia, atenção é a chave da sua segurança.

4. Fique atento às sinalizações

As placas de sinalizações estão ali por um motivo: elas dão informações importantes para que o motorista não cometa infrações, evitando colisões e acidentes comuns. A placa de “pare” é a mais conhecida, mas não é só ela que deve ser respeitada.

Algumas sinalizações demonstram a mão da via, se é possível fazer conversão, se há fluxo intenso de pedestre ou animais que podem cruzar a pista. Por isso, fique atento para dirigir com cuidado e não ter surpresas.

5. Controle a sua velocidade

A alta velocidade é uma causa muito comum de colisões e acidentes de trânsito. Por isso, é fundamental prestar atenção para não dirigir muito rápido, principalmente em vias mais perigosas.

Cada via tem um limite de velocidade e o CTB institui alguns parâmetros que devem ser seguidos quando não há sinalização. Dentro da cidade, ela pode ser de:

  • 80 km/h nas vias rápidas;
  • 60 km/h nas faixas arteriais,
  • 40 km/h nas coletoras;
  • 30 km/h nas vias locais.

Já nas estradas que ligam municípios e Estados há outros limites:

  • 110 km/h para automóveis, caminhonetes e motocicletas;
  • 90 km/h para ônibus e micro-ônibus;
  • 60 km/h para os demais veículos.

6. Descanse sempre que precisar

Uma causa comum de acidentes graves no trânsito é dormir no volante. Infelizmente, muitos motoristas não descansam o suficiente antes de uma viagem e não conseguem se manter acordados na direção.

Por isso, se você não teve uma boa noite de sono antes de viagem, veja a possibilidade de adiar um pouco o passeio. Caso isso não seja possível, pare o carro imediatamente quando sentir sonolência.

7. Faça revisão no carro periodicamente

A revisão do carro também é um fator que influencia muito a sua segurança no trânsito. Um automóvel com a manutenção e mecânica em dia diminui as chances de problemas durante a viagem ou mesmo no dia a dia.

Se você está em uma rodovia, o perigo é ainda maior: caso o seu carro tenha algum problema durante o trajeto, você precisa parar no acostamento e pedir ajuda. Em altas velocidades isso pode ser muito perigoso, além de trazer outros incômodos.

8. Conheça procedimentos de segurança

Outro ponto muito importante é conhecer os procedimentos de segurança no trânsito, principalmente se ocorrer algum dos problemas comuns em carros durante o trajeto.

Aqui, lembre-se de parar o acostamento, utilizar o triângulo para sinalizar a sua situação e nunca ficar cruzando a pista, em especial durante a noite ou em locais muito movimentados. Existem diversos acidentes que ocorrem com automóveis com problemas que não seguem as normas de segurança. Por isso, fique atento.

Esses procedimentos são importantes, inclusive, para segurança dos motociclistas, que devem sempre utilizar capacete e calçados adequados, além, claro, de não infringir as leis de trânsito para chegar mais rápido ao destino.

Com essas dicas você conseguirá evitar diversas colisões e acidentes no trânsito. Não esqueça de ter um seguro auto com soluções inteligentes, como canais digitais de atendimento para abertura de avisos de roubo ou furto. Isso facilitará a sua comunicação e agilizará todo o procedimento.

Gostou do texto? Que tal nos seguir nas redes sociais para acompanhar nossas atualizações? Estamos no Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram e YouTube!