Saiba como contratar o seguro Carta Verde agora mesmo!

O seguro Carta Verde, apesar de muita gente nunca ter ouvido falar, é obrigatório para as pessoas que adentram de carro no Uruguai, na Argentina ou no Paraguai. O seu funcionamento é semelhante ao do DPVAT — que existe apenas no Brasil — e tem por objetivo indenizar danos causados a terceiros.

Se você pretende realizar uma viagem pela América do Sul e não quer ser pego de surpresa por falta de orientação, acompanhe o post para conferir todos os detalhes. Veja!

Como funciona o seguro Carta Verde e qual é a sua cobertura?

O seguro Carta Verde foi instituído em 1995 e é obrigatório para os veículos de passeio que não estão matriculados no país de ingresso em viagem internacional.

O seu objetivo é garantir a segurança dos pedestres e dos outros motoristas locais e, portanto, oferece a cobertura de indenizações pelos danos causados em casos de sinistros. Isso quer dizer que se você sofrer um acidente de carro envolvendo outras pessoas pelas ruas de Buenos Aires na Argentina, por exemplo, ao menos, o prejuízo causado a outra pessoa estará coberto.

Assim, o seguro Carta Verde cobre danos materiais e corporais, ocasionados pelo veículo segurado, a terceiros (pessoas e veículos).

Dessa maneira, as seguintes situações têm cobertura, com o limite de 20 mil dólares por terceiro para os casos de danos materiais e 40 mil dólares por pessoa para danos corporais:

  • danos corporais causados a terceiros em um acidente veicular (como morte, despesas hospitalares, invalidez, entre outros);
  • custos com honorários advocatícios;
  • danos materiais (danos totais ou parciais) causados a terceiros em um acidente.

É válido ressaltar que a referida cobertura é apenas para terceiros. O próprio segurado, no caso você e seu veículo, não tem abrangência no contrato.

O documento é exigido tanto para veículo próprio como para carros alugados, e é obrigatório na Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela (suspensa no momento).

Onde é possível contratar o seguro Carta Verde?

Agora que você já sabe o que é a Carta Verde e qual a sua importância, deve estar se perguntando como contratá-lo. O contrato deve ser feito considerando as datas de circulação do veículo nos países estrangeiros, sendo que a sua duração máxima é de um ano.

Apesar de ser um processo fácil e que não demora muito tempo, para não atrapalhar a sua viagem é recomendado fazê-lo com antecedência. Isso porque a validação da apólice só acontece depois da confirmação do pagamento.

Além disso, por se tratar de um seguro internacional, a sua cotação sempre considera o valor do dólar americano. O documento também segue um padrão independentemente do país em que foi contratado. O seguro Carta Verde não deve ser visto como um gasto, pois é essencial para ter conforto e tranquilidade durante a sua viagem (a sua ausência impede a circulação de qualquer viajante com carro no Uruguai, no Paraguai e na Argentina). Por isso, já saia do seu ponto de partida com o documento em mãos e se preocupe apenas com os passeios que pretende fazer no país de destino!

Ainda não tem o seguro para seu carro?

Fale com o seu Corretor ou cote conosco

Faça uma cotação »