Saiba como o airbag pode salvar a sua vida

Não há dúvidas de que o airbag é um item de segurança importantíssimo no seu carro, e se você conta com um (ou mais) deles no veículo, com certeza você se sentirá mais seguro ao dirigir, principalmente na estrada. Mas você sabe como esse equipamento funciona e o que faz dele um verdadeiro salva-vidas em caso de acidente?

Como funciona

Para que o airbag seja acionado, uma série de sinais precisam ser enviados ao sistema de segurança do carro.

Geralmente, há sensores de deformação de chassi e de desaceleração em todos os airbags do veículo. Assim, o padrão de velocidade é medido constantemente e, quando há perda de velocidade brusca associada à deformação do chassi, o gerador de gás é acionado por um sinal elétrico.

O dispositivo fica nos locais reservados aos airbags e possui em sua composição, comprimidos de azida de sódio e de nitrato de potássio, que entram em combustão ao reagir entre si, expandindo seus gases e fazendo inflar a bolsa. Todo esse processo ocorre em um tempo menor do que um piscar de olhos, de modo que você fique protegido a tempo.

Apenas o airbag não é suficiente

Vale ressaltar que, embora seja um complemento fundamental, o airbag não pode substituir, por exemplo, o cinto de segurança. Isso porque, sem o cinto, você pode se machucar mais, já que a força do impacto com o airbag é muito maior com o corpo solto nos bancos.

Outro cuidado que deve ser tomado em prol da eficiência do airbag é a distância do ocupante em relação ao volante e ao painel, que deve ser de 25 cm no mínimo. O motorista também deve ter o cuidado de dirigir com a posição correta das mãos, a chamada “9:15”, pois qualquer obstáculo à frente do airbag pode tornar um acidente ainda mais grave. Isso também vale para os passageiros que apoiam os pés no painel.

Muito se fala sobre o airbag provocar ferimentos e queimaduras no rosto e nos olhos, mas, na verdade, isso dificilmente acontece, pois esse tipo de consequência só seria plausível se o motorista ou o condutor tivessem contato com o gerador de gás, o que não ocorre na colisão.

Processo de fabricação do airbag

No processo de fabricação, são tomadas algumas medidas de segurança para aumentar ainda mais a eficiência do airbag:

  • o material da bolsa é revestido em silicone, o que diminui o atrito com a pele no momento em que é acionado;

  • são aplicadas de diversas camadas de tecido para que o calor do acionamento não chegue até o ocupante;

  • o material de confecção das bolsas é o nylon, e elas são costuradas uma a uma seguindo o padrão de passagem do gás.

A validade do airbag varia entre 10 e 15 anos, conforme o que informa o manual do veículo; mas existe uma luz-espia no painel que indica o momento de trocar o conjunto.

Outro ponto a se salientar é que, uma vez que o airbag é acionado, ele se torna inútil em função das dobras, que não podem mais ser refeitas de modo que ele seja inflado da forma perfeita.

Você já sabia a respeito do funcionamento do airbag relacionado às boas práticas de segurança no veículo? Lembre-se de que atitudes simples podem evitar acidentes.