Tuberculose: conheça os sintomas e tratamentos

A tuberculose acompanha a humanidade há muito tempo, entretanto, a falta de informação sobre sua dimensão e importância é uma realidade atual. Trata-se de uma doença infecciosa e transmissível que acomete principalmente os pulmões e está relacionada com as condições de saúde das populações, condições de habitação e menor acesso aos serviços de saúde.

A Organização Mundial da Saúde, em 2014, aprovou um plano de “estratégia pelo fim da epidemia global da tuberculose”, com metas para reduzir sua incidência no mundo.

Confira alguns números sobre o panorama da tuberculose no mundo:

  • É uma das dez principais causas de morte no mundo.
  • Em 2015, 10.400.000 pessoas adoeceram e 1.800.000 morreram da doença.
  • No Brasil, em 2015, ocorreram 70 mil casos novos e ocorreram 4.500 mortes em decorrência da doença. A morte por uma doença curável é um ônus para toda a sociedade.
  • Somos o vigésimo país em números de casos no mundo.
  • Nos últimos dez anos, o Brasil conseguiu diminuir o número de novos casos em 4,8%.

Sintomas

O principal sintoma da tuberculose é a tosse persistente por mais de três semanas com ou sem expectoração (catarro). Também pode ocorrer perda de peso e febre.

A transmissão ocorre através de gotículas de saliva expelidas pela tosse por pessoas com doença pulmonar e inaladas pelos indivíduos ao redor. O risco de infecção e adoecimento depende do tempo, da proximidade da exposição e da imunidade do indivíduo.

Todas as pessoas que apresentarem estes sintomas, tosse com ou sem expectoração por mais de três semanas, devem procurar atendimento médico para avaliação. O diagnóstico é simples, sendo realizado pela pesquisa do germe no escarro e pela imagem na radiografia de tórax.

Tratamento

A doença ganhou nova importância com o surgimento da AIDS e o aparecimento de tuberculose resistente aos medicamentos, entretanto, é importante lembrar que a tuberculose tem cura.

O tratamento tem duração de seis meses, é feito com antibióticos e é muito eficaz, desde que sejam seguidas corretamente as recomendações do médico. O processo é gratuito e está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

Informação: a chave para a erradicação

A falta de informação e o preconceito são obstáculos ao diagnóstico e ao tratamento. Por isso, é tão importante o empenho da comunidade para erradicação e a diminuição da tuberculose em todas as camadas da sociedade.

Agora que você já tem informações sobre a doença, ajuda a divulgar a informação para seus amigos e familiares!

Quanto mais pessoas conhecerem, forem alertadas e procurarem atendimento, maior é a chance do diagnóstico antecipado. Com o tratamento sendo realizado no início do aparecimento dos sintomas, há maiores chances de diminuir a transmissão e, consequentemente, a ocorrência de novos casos.

Compartilhe esse conteúdo com seus colegas e ajude na luta contra a erradicação da doença!

Colaborou: Dra. Maria Inês Bueno de André Valery (CRM 42020), pneumologista, atende na unidade Santana dos Centros Médicos Portomed.