Trabalho em altura

O que é?

Toda atividade executada em altura acima de dois metros do piso inferior.

Quais são essas atividades?

Limpeza de janelas (edifícios), trabalhos em andaimes de construção, manutenção de elevadores, pintura predial, manutenção de torres telefônicas, entre outros.

Por que ter atenção a esta atividade?

Devido ao perigo de queda e danos à saúde do trabalhador, incluindo risco de morte.

O que é necessário para sua realização?

Para que um colaborador possa trabalhar em altura existe uma série de pré-requisitos, dentre eles treinamentos e condições de segurança, de responsabilidade tanto do empregador como do empregado a serem cumpridos, visando minimizar/anular as possibilidades de acidentes.

Quais são os pré-requisitos?

  • Medidas de proteção individuais e coletivas (cintos de segurança, grades);
  • procedimentos operacionais para a atividade (check-list, revisão de equipamentos);
  • avaliar local onde será realizado o trabalho (saber se permite a realização da atividade);
  • fiscalizar o cumprimento das normas de segurança;
  • informar o trabalhador sobre os riscos e como se prevenir;
  • permitir a atividade somente quando adotadas todas as medidas necessárias de proteção e sob sistema de autorização;
  • trabalho supervisionado;
  • treinamento para habilitação dos colaboradores elegíveis à atividade.

O treinamento

Deve ser no mínimo a cada dois anos, com parte teórica e prática, além de carga horária mínima de 8h, contemplando: normas e regulamentos, riscos e condições impeditivas ao trabalho, sistemas e procedimentos, equipamentos de proteção, acidentes típicos e condutas em situações de emergência (resgate e primeiros socorros).

A avaliação médica para o trabalho em altura

Segundo a lei, o Atestado de Saúde Ocupacional dos trabalhadores que sobem em altura deve conter a informação sobre a aptidão dos mesmos para essa atividade. Para tal, a avaliação médica deve ser voltada para alterações ou doenças que possam causar mal súbito e queda de altura, incluindo fatores psicossociais.

A avaliação das doenças que possam trazer impedimento para o trabalho em altura é feita por meio de uma entrevista (chamada anamnese) com o colaborador, buscando dados do seu histórico de saúde pessoal e familiar, de forma generalista.

Acrescida a esta investigação, poderão ser solicitados exames complementares, visando buscar alterações desconhecidas e que possam colocar em cheque a capacidade para o trabalho em altura e a saúde do colaborador.

Nome do Autor: Dr. Marcel Izar Domingues da Costa é Médico do Trabalho do Produto Saúde Ocupacional Porto/Bioqualynet. Graduado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA), Especialização em Medicina do Trabalho pela Universidade de São Paulo – USP.