Ergonomia e Pausas no Trabalho

Mude de posição, respire profundamente, relaxe, estique as pernas, mexa o pescoço, introduza pausas e micropausas durante o expediente, quando e onde for cabível.

As micropausas são pequenas pausas que podem durar segundos. Já as pausas, duram cerca de 5 a 10 minutos. Ambas são importantes para recuperar a fadiga acumulada durante a execução das atividades de trabalho.

Durante o trabalho com o uso do computador, as artérias que fornecem oxigênio aos nervos do pescoço e dos ombros, correm por um espaço exíguo entre a clavícula e a primeira costela. A tensão muscular de olhar para o monitor comprime esta área causando cansaço muscular e irritações em nervos e tendões. A execução das pausas e micropausas de forma regular auxiliam no alívio dessas tensões.

Cada um pode definir as pausas que quiser, conforme se sentir melhor. No entanto, não se esqueçam de que não se devem acumular as pausas. Ou seja: trabalhar por 2 horas seguidas e fazer uma pausa de 20 minutos não é o mesmo que fazer uma pausa de 10 minutos de hora em hora. A recuperação da fadiga não é acumulável.

Preste atenção:

  •         Pequenas pausas fazem muito bem para o seu rendimento.
  •         Alongue os punhos e antebraços algumas vezes durante o dia.
  •         Pequenos exercícios não atrapalham o seu expediente e garantem uma boa saúde.

Durante o expediente, procure realizar exercícios de alongamento. E isso não significa que você terá que trocar seu horário de almoço por uma hora de academia. Os exercícios podem ser feitos com pequenas pausas, que duram de 30 segundos a um minuto, sem atrapalhar o seu rendimento.

Boa pausa!

Nome da autora: Raissa Jordão de Carvalho é Ergonomista da Porto Seguro

– Fisioterapeuta, graduada pela Universidade de Santo Amaro, Pós-Graduada em Fisioterapia do Trabalho pela Universidade de Santo Amaro e Pós-Graduada em Ergonomia pelo Centro Universitário SENAC.