A saúde e a produtividade no trabalho dependem do cuidado pessoal

Geralmente as pessoas sabem o que fazer para cuidarem melhor, mas não exercitam essa sabedoria. Muitas dizem ainda que querem se cuidar, mas não conseguem cumprir esse compromisso consigo mesmas.

Geralmente as pessoas sabem o que fazer para cuidarem melhor, mas não exercitam essa sabedoria. Muitas dizem ainda que querem se cuidar, mas não conseguem cumprir esse compromisso consigo mesmas.

O cuidado pessoal é uma questão de vontade e disciplina para fazer o que é certo, e não de saber e querer o que é certo. Resumindo, saber e querer não acrescentam nada à saúde e ao crescimento pessoal e profissional, o que acrescenta é fazer.

No trabalho, os principais motivos de problemas com a saúde são:

  1. Falta de adaptação: se a pessoa não estiver adaptada às suas funções, à sua chefia, ao sistema hierárquico, aos turnos de trabalho e à cultura empresarial, certamente prolongará seu estresse e poderá ter muitos problemas de saúde.
  2. Não gostar do que faz: é preciso gostar das atividades do dia a dia, dentro e fora da empresa. Nesse caso, gostar é aceitar as coisas como elas são, e não morrer de amores por aquilo que faz. É preciso fazer, eu faço e aceito isso, mesmo que seja por algum tempo.
  3. Falhas no cuidado pessoal: cuidar-se bem, é ter uma boa alimentação, fazer algum tipo de exercício regular e dormir o suficiente para descansar, repor as energias e acordar com disposição e bom humor.

O prazer impedindo os bons resultados futuros

Joyful colleagues planning work at briefing

Um dos motivos que atrapalham os cuidados básicos de saúde e o crescimento pessoal e profissional nos dias em que vivemos, é o prazer. É mais fácil fazer o que dá prazer do que fazer aquilo que dará bons resultados. O prazer é imediato. Bons resultados, geralmente, levam tempo para acontecer.

Vivemos e somos influenciados, quando o permitimos, por uma sociedade imediatista e voltada para o prazer.

Não devemos, nem precisamos, nos afastar de tudo o que dá prazer. O prazer faz parte de uma existência saudável. Porém, o prazer não pode tirar o foco do crescimento pessoal e profissional, nem pode levar a fazer coisas que prejudiquem a saúde física, as finanças, os relacionamentos, a produtividade, e qualquer outra área importante da vida.

Prazer é possível com responsabilidade. O prazer não pode fazer alguém gastar mais do que ganha, não pode roubar horas de sono, da alimentação, dos estudos e do exercício regular que necessitamos.

A sociedade atual busca prazeres, e não resultados. Não embarque nessa, pode ser uma canoa furada.

Tudo que fazemos hoje, e que não proporciona bons resultados para o futuro, em termos de saúde e crescimento pessoal e/ou profissional, representa falha no cuidado pessoal.

Cuide-se, tenha saúde, cultive o bom humor e a produtividade, o futuro será melhor!

(Texto adaptado do livro: “Oito passos para o sucesso pessoal e profissional”, do mesmo autor).

Nome do Autor: Valdemir Caetano dos Santos é Psicólogo, graduado pela Faculdade Paulistana de Ciências e Letras, pós-graduado pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), com especialização em dependência química.