Implante dentário: como funciona e quais os cuidados necessários

Você sabe o que é um implante dentário? Diferente do que a maioria das pessoas pensa, o implante não corresponde a todo o dente artificial, trata-se apenas do parafuso de titânio  implantado no osso da boca do paciente. Dessa forma, se fizermos uma comparação, o implante seria equivalente à raiz do dente.

E a coroa? A coroa, que substituirá o dente propriamente dito, é a parte colocada sobre o implante.

Mas, quais as diferenças entre a raiz de um dente e o implante? A raiz do dente está conectada ao osso por meio dos ligamentos periodontais que, por sua vez, são fibras elásticas que amortecem os esforços da mastigação, dando uma percepção apurada do que estamos mastigando. A sensibilidade do ligamento periodontal serve para proteger os dentes. Quando sentimos um grão de areia na comida, por exemplo, paramos de mastigar no mesmo instante, como um reflexo para não machucar os dentes com algo duro.

O implante é fixado diretamente no osso, sem nenhuma fibra para amortecer o impacto, muito menos para dar sensibilidade do que está sendo mastigado.

Isso significa que um implante está sujeito a sofrer forças excessivas que são extremamente prejudiciais para o osso localizado ao redor do implante. Essas forças são transmitidas para o osso que, por sua vez, tenta “fugir” dessas regiões. Essa “fuga” do osso se mostra como uma reabsorção óssea ao redor do implante, podendo levar até mesmo à perda do implante.

Então, quer dizer que é possível perder um implante? Sim, um implante não é um tratamento perfeito. Tanto a má higienização como o excesso de força podem causara perda do implante. O sucesso do caso depende de uma série de fatores, como por exemplo uma higienização bucal constante e adequada.

Como vimos, o implante e a coroa são soluções adequadas para casos de perda de dentes, entretanto, há uma série de cuidados necessários e a sensibilidade bucal não volta a ser a mesma obtida anteriormente, com os dentes naturais. Por conta disso, é importante manter os cuidados para preservar os dentes naturais na cavidade bucal o maior tempo possível, por meio de prevenção e tratamentos adequados, com visitas periódicas ao dentista. A ideia de que extrair o dente e colocar um implante resolve a situação é um tema delicado e cada caso deve ser bem avaliado. Uma boa opção para manter a saúde bucal continua sendo, sempre a prevenção aliada à higienização e cuidados rotineiros.

Confira também nosso post com 9 dicas para manter um sorriso saudável.

Colaborou: Prof. Me. Dr. Piero R. Zanardi (CROSP 98.727), graduado pela USP, estre em prótese pela USP e professor de prótese sobre implante.